Acidentes na avenida Colombo reduziu em quase 50% com a fiscalização eletrônica

O número de acidentes na avenida Colombo, em Maringá, reduziu em 47,7% com a fiscalização eletrônica instalada em agosto do ano passado, comparado com o mesmo período de 2019, de acordo com a Polícia Federal. O tráfego passou a ser monitorado pelo município, parceria com a instituição, em convênio firmado no ano passado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, de agosto a dezembro de 2019 foram registrados 109 acidentes (19 graves). Enquanto, no mesmo período de 2020 foram 57 acidentes (10 graves). Foram aplicadas 14 mil multas por velocidade só em dezembro e de 2 a 3 mil multas por mês por avanço de sinal, desde agosto.

O diretor de Trânsito, da Secretária de Mobilidade Urbana, Marcelo Filite, ressalta a importância dos radares para o combate à violência no trânsito, que aliado à educação são fundamentais para um trânsito mais seguro e a preservação de vidas. “Os radares tornam os condutores mais atentos aos limites de velocidade e em constante vigilância. A avenida Colombo por anos esteve nos principais índices de acidente em nível nacional”, explica.

São 9 equipamentos de avanço de sinal e 12 radares de velocidade que monitoram 10 km da avenida. Os equipamentos só entraram em operação após aferição e aprovação pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem). As vias com a fiscalização eletrônica são sinalizadas com placas do limite de velocidade, aviso de fiscalização e legendas no asfalto, sinalizações que vão além do que é exigido pela legislação.

Fonte: Jornalista Camila Lúcio/Siacom – Foto: Aldemir de Moraes/PMM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *