Empresa prepara terreno no Parque de TI e aguarda liberação para construir

Parque Tecnológico de Maringá atrairá novos investimentos
Sabium faz a limpeza dos lotes 1 e 2, onde construirá sua nova sede em 2021
As primeiras empresas que compraram terrenos no Parque de TI saem dos processos burocráticos e começam as primeiras ações práticas. Uma delas é a Sabium que produz sistemas para varejo. A empresa prepara a limpeza dos lotes 1 e 2, na avenida Nildo Ribeiro da Rocha, onde construirá sua nova sede em 2021.

A Sabium já retirou a escritura do terreno no cartório e encaminhou para a Procuradoria Geral do Município (Proge). Próximo passo é encaminhar para a Secretaria de Planejamento (Seplan) o pedido de liberação do projeto para construção. “Estamos fazendo nosso projeto arquitetônico aliando a sustentabilidade com a inovação”, explica o proprietário Edinaldo Silva, 56 anos.

O prédio será construído em módulos, em dois terrenos, somando 3,2 mil m². A estimativa da Sabium é contratar até 200 funcionários. Já a empresa Accion é a que está mais avançada nos procedimentos. No começo do mês protocolou projeto executivo na Seplan.

O Parque de TI tem área de quase 170 mil m². A iniciativa será viabilizada em duas etapas. Na primeira foram comercializados 12 terrenos, somando 28 mil m². Além da Sabium e da Accion, outras sete empresas adquiriram terrenos. A associação Software by Maringá (SbM) também construirá uma sede no interior do Parque com espaços colaborativos para pequenas empresas.

PROJETO – O projeto global do Parque de TI foi concebido com visual sofisticado, arrojado e funcional e prevê espaços de convivência entre praças arborizadas.  A segunda etapa terá início em 2021 com mais terrenos licitados numa área de 140 mil m². A expectativa é que o complexo tecnológico atraia investimentos nos segmentos de comércio e serviços para aquela região da cidade.

A Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico (Seide) orientou e apoiou empresários e empreendedores. A Prefeitura vai preparar a terraplenagem e abertura das ruas. A primeira fase prevê a construção de asfalto e galerias.

CONHEÇA AS EMPRESAS DO PARQUE DE TI:

  • lotes 1 e 2 – Sabium – produz sistemas para varejo
  • 3 – Produtec – software para segmento de vestuário
  • 4 – GetCard – software voltado transações financeiras
  • 5 e 6 – Accion – software industrial
  • 7 – Software by Maringá – sede e outras instalações
  • 8 – TecnoSpeed – produtos para software
  • 9 – Atak Sistemas – software para frigoríficos
  • 10 – Ingá Digital – software para área pública
  • 11 – Consignet – software para área pública e consignados
  • 12 – DB1 Group – software para cooperativas, projetos sob encomenda

Fonte: Diretoria de Comunicação – Fotos: Aldemir de Moraes/PMM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *