Maringá aumenta oferta de exames de mamografia em 30%

A ampliação foi possível com a parceria da Santa Casa de Maringá, Hospital Municipal e Hospital do Câncer
O secretário de Saúde, Marcelo Puzzi realizou encontros para reforçar a importância da parceria
O secretário de Saúde, Marcelo Puzzi realizou encontros com as três instituições de saúde para formalizar a parceria

A Secretaria de saúde da Prefeitura de Maringá, intensifica as ações do Outubro Rosa com o anúncio do aumento em 30% na oferta de exames de mamografia no Município, o que permite intensificar o rastreamento do Câncer de Mama. A ampliação foi possível com a parceria da Santa Casa, Hospital Municipal e Hospital do Câncer. O Secretário de Saúde, Marcelo Puzzi, realizou encontros nestas três instituições na sexta-feira (8), para reforçar a importância da parceria.

Os novos exames recebidos pela Prefeitura serão realizados preferencialmente para as pacientes que já aguardam na fila da mamografia. Segundo indicação do Ministério da Saúde, as pessoas com idade de 50 a 69 anos devem fazer o exame de rastreamento a cada dois anos. Acima dessa faixa etária, os riscos aumentam e existe maior incerteza sobre benefícios.

Marcelo Puzzi frisa que a pandemia contribuiu para o aumento dos índices da doença: “Com a Covid-19, as pessoas não buscaram os serviços médicos no sentido da prevenção. Por isso, nosso trabalho não vai se restringir a essa campanha do Outubro Rosa, mas vai se estender para os demais meses, porque precisamos conscientizar cada vez mais mulheres”.

O agendamento para a realização da mamografia pode ser feito em uma das 34 unidades básicas de saúde de Maringá durante todo o ano. O diretor do Hospital Municipal, Welynton de Sousa, frisa que a campanha do Outubro Rosa e a ampliação da oferta das mamografias, não só intensifica a realização destes exames, como também eleva a conscientização das mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer”.

O Superintendente da Santa Casa, José Pereira, também ressalta a importância dos exames e da conscientização, já que o diagnóstico precoce aumenta consideravelmente as chances de cura da doença. Só na Santa Casa são mais de 300 exames feitos por mês. Com a ampliação, se espera alcançar mais de 400 exames.

O secretário de Saúde, Marcelo Puzzi realizou encontros para reforçar a importância da parceria

A Gerente de Regulação de Consultas e Exames Especializados, Iomara Bispo Pires, explica que o exame de mamografia unilateral é recomendado para todas as mulheres acima dos 50 anos de idade. Porém, isso pode variar de mulher para mulher, uma vez que, se houver histórico familiar, o procedimento deverá ser feito a partir dos 40 anos após orientação médica.

Fonte: Diretoria de Comunicação – Fotos: João Renato/PMM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *