Maringá busca tecnologia na Agência Espacial Brasileira com foco na SmartCity

Maringá busca tecnologia na Agência Espacial Brasileira com foco na SmartCity
Secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom), Marcos Cordiolli, com o Secretário em Exercício da Agência Espacial Brasileira, Rodrigo Leonardi

A Prefeitura de Maringá, representada pelo Secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom), Marcos Cordiolli, está buscando junto à Agência Espacial Brasileira (AEB) maior conhecimento sobre a tecnologia dos nanossatélites. A ação faz parte dos esforços do Município em acelerar o processo de Maringá como SmartCity e os nanossatélites são importantes em diversas vertentes do desenvolvimento tecnológico da cidade.

Cordiolli foi recebido pelo Secretário em Exercício da agência, Rodrigo Leonardi. Ele explica que, na vertente climática, os nanossatélites serão uma forte contribuição para a estação meteorológica da UEM, contribuindo para aprimorar a detecção antecipada de ciclones tropicais, geadas e crises hídricas por exemplo.

Na vertente de sustentabilidade, o nanossatélite será importante instrumento para a mapeamento e controle dos elementos naturais da cidade. Na vertente tecnológica apoiará o desenvolvimento de startups locais e empresas de tecnologia para desenvolvimento de soluções. Na vertente acadêmica permitirá a produção de pesquisas e estudos em inúmeras áreas.

Cordiolli, afirmou após a reunião, que será criado um grupo de trabalho com a UEM e outros parceiros para construção de um projeto. “Conversamos previamente com o reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Julio Damasceno e com o pró-reitor de Pesquisa e Pós, Luiz Cótica e ambos são entusiastas desta proposta”, ressalta.

Para Cordiolli, o fundamental é que, neste momento, a Prefeitura está buscando soluções para o presente, se antecipando com soluções do futuro e impulsionando Maringá como cidade inteligente em diversas frentes da gestão Ulisses Maia. Ele anunciou que, em dezembro, será realizado um seminário virtual envolvendo a Prefeitura, a AEB e a UEM.

O vice-prefeito Edson Scabora, que também defende a adoção de novas tecnologias, afirmou que Maringá está sempre se renovando e buscando soluções de vanguarda. “Somos uma cidade acadêmica e precisamos também dominar a tecnologia de usos de satélite para as soluções dos problemas e para o desenvolvimento econômico e social”.

Fonte: Diretoria de Comunicação – Foto: Divulgação.