Momento é favorável para a compra de imóvel, mas como escolher?

O mercado imobiliário está em pleno crescimento e, por isso, o momento é favorável para aquisições; imobiliária Silvio Iwata traz dicas sobre o que avaliar antes de fechar negócio

 

O mercado imobiliário está em pleno crescimento e, por isso, o momento é favorável para aquisições
Diretora da Imobiliária Silvio Iwata, Thaís Iwata
Arquiteta do Studio AR8, Adriana Oliveira

Apesar da crise provocada pela pandemia do coronavírus, o mercado imobiliário está em alta não só em Maringá, mas em todo o Brasil. Isso porque a queda de juros, as opções de financiamento, a digitalização e a desburocratização das operações têm favorecido a liberação de crédito que, inclusive, deve bater novo recorde este ano. Além disso, com mais tempo em casa e em home office, as famílias passaram a buscar por imóveis mais espaçosos, estimulando a compra e venda. É, portanto, um bom momento para fazer negócios.

Só que mesmo em tempos favoráveis, alguns itens precisam ser avaliados na hora de adquirir um imóvel, afinal trata-se de um investimento alto e, geralmente, de longo prazo. Por isso, a diretora da Imobiliária Silvio Iwata, Thais Iwata, traz dicas relevantes para uma escolha assertiva. E o mais importante nesse processo, segundo ela, é saber o que se almeja do imóvel para os próximos anos.

Se o objetivo é morar, por exemplo, o comprador precisa avaliar quais são os planos familiares. “É sempre importante saber se pretende ter filhos, se está profissionalmente estabelecido na cidade, e até se a localização permite trajetos funcionais para evitar desgaste com deslocamentos demorados. Se comprar na planta pode ocorrer de a família ter uma configuração naquele momento e, durante o período da obra, o imóvel passa a não ser mais compatível. Nesses casos, geralmente fazemos a venda para encontrar outro Imóvel que comporte a nova configuração”.

Nem sempre, porém, é possível reunir todos os fatores almejados em um imóvel para moradia. Por isso, a diretora da Silvio Iwata recomenda fazer uma lista de prioridades para ponderar. “Há famílias que querem uma casa ampla mesmo se for mais antiga e tiverem de fazer reformas, já outras priorizam um imóvel novo independentemente do tamanho, e há quem valorize a localização. Sempre buscamos chegar ao máximo de itens desejados, mas para isso o cliente precisa ter em mente o que é importante e que fatores ele pode abrir mão”.

A arquiteta do Studio AR8, Adriana Oliveira, ressalta que avaliar a dinâmica familiar ajuda a estabelecer essas prioridades. Se uma família gosta de fazer refeições com todos sentados à mesa e de receber visitas, por exemplo, certamente vão precisar de uma área social ampla e que permita integração. “Por outro lado, têm famílias que preferem as áreas comuns do prédio e privilegiam os quartos pela necessidade de home office. A iluminação natural, como a incidência de sol da manhã ou da tarde, também impacta muito a temperatura dos ambientes e faz diferença para quem gosta de cultivar plantas. Dependendo da posição do imóvel pode ser preciso por película nas janelas e ar condicionado. Enfim, são fatores que precisam ser avaliados para evitar frustrações”, orienta.

Já no caso de quem compra imóvel na planta, Adriana sugere aproveitar o prazo de personalização dado pela construtora. Assim, evita trabalho e ainda mantém a garantia até do que foi modificado. “Já quem opta por imóvel usado pode contar com ajuda técnica para avaliar toda a estrutura e verificar se há projeto hidráulico e elétrico a fim de fazer os reparos necessários”, aconselha a arquiteta ao acrescentar que para realizar projeto e alterações no imóvel é necessário a contratação de um profissional para acompanhar e emitir o Relatório de Responsabilidade Técnica de acordo com as normativas para que as mudanças não comprometam o imóvel.

Alugar ou investir

Quando o imóvel é destinado à locação, a diretora da Silvio Iwata destaca a importância de buscar o auxílio de uma imobiliária antes mesmo de fechar negócio. “Podemos passar muitas orientações tanto sobre o imóvel quanto sobre o mercado imobiliário para que seja uma compra assertiva e rentável”, argumenta. Um detalhe importante para imóvel de locação, por exemplo, é oferecer pelo menos algumas comodidades, como móveis na cozinha e banheiro montados e prontos para o uso a fim de atrair inquilinos de forma mais rápida.

De acordo com Thais Iwata, nesses casos a ajuda de um profissional também é fundamental para saber o real valor de metro quadrado de determinada região e até a expectativa de valorização do imóvel. Além disso, a imobiliária ajuda a verificar a documentação do imóvel que se pretende adquirir para evitar surpresas negativas. “Sem contar que instruímos o cliente sobre todas as etapas da compra e todos os custos de aquisição para que esteja preparado, garantindo que o imóvel seja transferido corretamente para o seu nome”, completa.

Fonte: Graziela Cavalaro/Assessora de Imprensa – Fotos: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *