Pista emborrachada e plano de manejo valorizam Parque do Ingá

O emborrachamento da pista de caminhada no entorno do Parque do Ingá e o plano de manejo da área interna, fazem parte das intervenções na unidade de conservação florestal. Os investimentos no Parque do Ingá refletem a valorização histórica e a preocupação da Prefeitura de Maringá com a preservação e recuperação da unidade, inaugurada e aberta ao público na década de 1970.

A pista de caminhada já foi 60% demolida e cerca de 40% recebeu a camada emborrachada na cor azul. A superfície é antiderrapante, permeável e flexível, reduzindo o impacto na corrida e caminhada, nos 3 mil metros de pista. As intervenções também contam com a substituição e adequação de rampas de acesso, instalação de iluminação em LED, bancos, bebedouros, lixeiras, sinalização tátil para deficientes visuais. São R$ 3.985.000 de investimento para reforçar a condição do local como uma referência de esporte e lazer.

Na área interna, o plano de manejo identificará ações de manutenção e preservação da unidade de conservação, como a recuperação do lago, a continuidade do manejo dos cipós exóticos e novas ações de educação ambiental dentro do parque. O documento final será encaminhado ao Comdema para aprovação e, em seguida, passará por audiência pública para sua validação final e implantação. O último plano do parque é de 2007.

MAIS INTERVENÇÕES
Em 2017, o portão 2, que dá acesso ao Parque do Ingá pela avenida Laguna, na Vila Operária, foi reaberto, após 8 anos fechados. O portão leva a uma passarela de 232 metros que entra pela mata e chega até ao lago central da reserva. Por ser o trajeto feito por moradores das décadas de 50 e 60 para lavar as roupas nas águas do Córrego Moscados, é conhecido como ′caminho das lavadeiras′.

 Em 2019, a Prefeitura de Maringá restaurou a locomotiva “Maria Fumaça”, trazendo de volta a trajetória ao longo dos últimos 45 anos, desde o momento da chegada na cidade, em 1954, a desativação em 1969 e o deslocamento, no centro da cidade, para o Parque do Ingá, em 1973.

Fonte: Diretoria de Comunicação– Fotos: Thiago Louzada/PMM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *