Reunião define ′pacto pela vida′ no enfrentamento da pandemia

Entidades representativas da sociedade, convocadas pelo prefeito Ulisses Maia para pacificar a adoção de medidas conjuntas de enfrentamento emergencial da pandemia, concluiu em segunda reunião realizada na manhã deste sábado (28), no Paço Municipal, por selar um ′pacto pela vida′. Ou seja: apoiar de forma integral ações definidas pelo município em novo decreto, que será anunciado até segunda-feira (30).

O entendimento é pela adoção de medidas mais restritivas para conter a circulação do vírus num momento de rápido crescimento dos casos e, em consequência, maior demanda por internamentos. “Sempre adotamos todas as medidas para evitar saturação da rede de atendimento e continuamos a fazer os investimentos, mas estamos num momento delicado que exige a participação de todos”, disse o prefeito Ulisses Maia.

O secretário de Saúde, Jair Biatto, lembrou que a situação é crítica dentro da macrorregião noroeste, formada por 115 municípios e cerca de 1,5 milhão de habitantes, e que o momento pede medidas severas em relação à circulação de pessoas. Cidades da região devem acompanhar decisão de Maringá, adaptando decreto do município às suas peculiaridades, mas devem convergir com a urgência de apertar as exigências de prevenção.

Os casos em Maringá começaram a aumentar no dia 12 de novembro, reproduzindo tendência verificada em diversas cidades do Brasil e do mundo. Entre os dias 1º e 11 de novembro, a média diária ficou abaixo dos 70 casos, com pico de 176 positivados no dia 6 de novembro. A partir do dia 12, quando foi registrado 204 casos, veio a sequência de altas contínuas, situação reproduzida em diversos municípios do Paraná.

O relaxamento em relação aos protocolos de prevenção, como o descaso com o uso de máscaras e aglomerações, está entre os fatores que explicam a ascensão de casos. Conjunto de medidas adotadas pelo município alcança diversas áreas, a começar pela ampliação de leitos de UTI no Hospital Municipal, mudanças de rotina nos protocolos de atendimento nas unidades básicas de saúde, especialmente na UPA Zona Norte, referência em atenção ao coronavírus.

“A construção do entendimento coletivo em torno do apoio a medidas restritivas, expressa no pacto pela vida, nos dá a certeza que a sociedade está unida e caminhando na mesma direção. Não tenham dúvida que vamos adotar todas as medidas necessárias para salvar vidas. Temos uma equipe técnica muito qualificada e a convicção de que vamos superar essa crise juntos, com cada um fazendo sua parte”, disse o prefeito Ulisses Maia.

Participantes da reunião

Ulisses Maia (prefeito); Mario Hossokawa (Presidente da Câmara de Vereadores); Mario Verri (Vereador); Carlos Mariuci (Vereador); Sidnei Teles (Vereador); Edenias Jacó da Silva (Ordem dos Pastores); Alexandre Ferrarezi (Ordem dos Pastores); José Carlos Barbiere (Sinepe e Codem); Wesley Lima (Shopping Avenida Center); Luciano Gomes (comércio de rua); Márcio Tavares (OAB); Dom Severino Clasen (Arcebispo de Maringá); Rafael Soares (Rádio Colméia); Cláudia Michiura (Shopping Maringá Park); David Cruz (Sarandi); Michel Felipe (Acim); Mohamed Ali (Acim); Ribamar Alves Rodrigues (Acim); Aparecida Rodrigues Schwarz (Secretária de Saúde de Sarandi); Ederlei Alkamim (15ª Regional de Maringá); Romualdo Batista (presidente da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) e prefeito de Mandaguari); Wilson de Matos Filho (Codem/Sinep), Ailton Moreli (Secretário de Assitência Social e Cidadania); Rafael Silva (Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico); Clodoaldo Rossi (Secretário de Segurança); Fernando Rezende (Superintendente do Aeroporto); Clóvis Augusto de Melo (Secretário de Gestão); Jair Biatto (Secretário de Saúde); Orlando Chiqueto (Secretário de Fazenda);  Adriano Almeida (Comandante da Guarda Municipal).

Fonte: Diretoria de Comunicação – Foto: Aldemir de Moraes/PMM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *