Trabalhadores da construção civil criam soluções para melhorar processos e aumentar segurança

Serventes, operadores e mestres de obras são incentivados a apresentar suas sugestões, que são validadas pelos engenheiros das obras e pelo departamento de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da construtora
Rogério Becari, colaborador da A.Yoshii
Ademir Portela, mestre de obra da A.Yoshii
“São propostas que ao longo desses seis anos do Programa de Melhoria Contínua têm dado um retorno significativo em todas as praças da construtora”, destaca o diretor executivo da A.Yoshii, Sandro Sadao Nagata
Programa do Grupo A.Yoshii possibilita que funcionários apresentem ideias para os canteiros de obras; em 2020, propostas também tiveram relação com a pandemia

No dia a dia de um canteiro de obras podem surgir inúmeras ideias para otimizar os processos, trazer mais segurança às equipes ou, até mesmo, gerar menos impacto no meio ambiente.

Interessada nessas possíveis soluções, o Grupo A.Yoshii, empresa paranaense com 55 anos de atuação no mercado de construção civil, vem a cada ano implementando as melhores ideias propostas pelos colaboradores, por meio do Programa Melhoria Contínua.

Desde 2013, serventes, operadores e mestres de obras são incentivados a apresentar suas sugestões, que são validadas pelos engenheiros das obras e pelo departamento de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da construtora.

Ao longo desses anos, cerca de 120 soluções já foram implementadas. Os colaboradores de Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas – cidades onde a construtora atua – que derem as ideias mais criativas e funcionais recebem um certificado, além de troféu e uma premiação em dinheiro.

Vencedores de 2020

A sugestão de criar uma plataforma de poço de elevador para que equipes executassem os serviços de forma ainda mais segura, ficou em primeiro lugar entre as dez melhores propostas.

A plataforma é feita de estrutura metálica e tela, e traz praticidade, além de aumentar a segurança de quem precisa trabalhar nesse espaço. O mestre de obra Ademir Portela, que criou a solução junto com o encarregado de pedreiro Rogério Becari, para a obra da Atsushi Yoshii Tower, em Londrina, conta que é gratificante saber que a ideia foi aprovada pela comissão avaliadora. “Estou muito feliz com essa conquista. O Programa Melhoria Contínua é uma motivação para todos os colaboradores e uma forma de participarmos da evolução da empresa e, ainda, sermos reconhecidos”, conta o colaborador.

Em segundo lugar, a comissão avaliadora considerou que o suporte de metal para instalar forcado, sugerido pelos colaboradores João Carlos Sena e José Guedes para o canteiro do Maison Constantine, em Maringá (PR), trará mais agilidade na execução da obra e segurança, pois permite que as equipes trabalhem do chão, dispensando o uso de andaimes.

Em Curitiba, a ideia do poste “linha de vida” passantes, sugerida pelos colaboradores Emerson de Oliveira e Josiel Fitz, também foi selecionada e será implementada na obra do Artsy. Com a ideia, as equipes terão mais agilidade para a fixação dos postes que sustentam os cabos de aço.

Soluções em meio à pandemia

Ao todo, 29 propostas foram enviadas ao departamento de P&D da A.Yoshii e as 19 selecionadas serão implementadas neste ano nos canteiros de obras. Devido à pandemia da Covid-19, algumas ideias consideraram medidas de higiene e prevenção contra o coronavírus como, por exemplo, uma cabine de aferição de temperatura e um dispenser para copos descartáveis acionado pelos pés.

“O Grupo A.Yoshii busca sempre fomentar iniciativas dos colaboradores, valorizando, inclusive, as ideias que possam somar e trazer inovação para os canteiros de obras. São propostas que ao longo desses seis anos do Programa de Melhoria Contínua têm dado um retorno significativo em todas as praças da construtora na questão de segurança, otimização dos processos e redução de resíduos”, destaca o diretor executivo da A.Yoshii, Sandro Sadao Nagata.

Fonte: Jornalista Micaela Orikasa/Central Press – Fotos: Divulgação/A.Yoshii

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *