UEM apresenta projeto do Parque de Ciência e Inovação

UEM apresentou o projeto ao presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Carlos Valter Martins Pedro
Perspectiva do conjunto
Projeto de extensão das incubadoras

O complexo deve abrigar a incubadora, diversos laboratórios de pesquisa e desenvolvimento, além de espaços culturais e áreas de interação com empresas

Na manhã da sexta-feira (27) a Universidade Estadual de Maringá (UEM), apresentou o projeto do Parque de Ciência e Inovação ao presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Carlos Valter Martins Pedro.

Além do reitor Júlio Damasceno, vice-reitor, Ricardo Dias Silva e do diretor de pesquisa da UEM, Luiz Fernando Cótica, participaram do evento professores da Universidade que contribuíram para a elaboração do projeto e a diretora de obras da UEM, Tania Nunes Galvão Verri.

Segundo Ricardo Silva, a reunião deu abertura ao diálogo entre a Universidade e a Federação, apresentando o potencial da UEM na área de pesquisa e inovação, além de traçar parcerias para o futuro.

Sobre o projeto, Cótica explica que o grande desafio é reunir todas as estruturas de inovação da Universidade, em um único local físico, sendo um local de referência para interação da universidade com a comunidade externa, especialmente com as empresas.

Em um mundo cada vez mais globalizado e com a concorrência cada vez mais acirrada, as empresas têm a necessidade de melhorias buscando soluções tecnológicas.

“A UEM já faz esse tipo de trabalho com as empresas. Nesse novo projeto, vamos intensificar a interação da Universidade com a sociedade. Detectar as reais necessidades do empresariado e, ao mesmo tempo, desenvolver soluções. Com isso, a empresa ganha na competitividade, a região se fortalece e além do mais, teremos um ambiente rico em formação de pessoas, pois, nossos alunos estarão atuando diretamente no projeto”, explica Damasceno.

O presidente da Fiep reconheceu o projeto como importante para ajudar a alavancar o desenvolvimento econômico da região, possibilitando a geração de novos produtos, novas empresas, empregos e renda.

Além do projeto do Parque de Ciência e Inovação, que busca melhoria da infraestrutura para o desenvolvimento de pesquisa e inovação, foi apresentado a Plataforma de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (Pite), desenvolvida pela UEM. Esta plataforma consiste em um canal para divulgação da estrutura de tecnologia, inovação e empreendedorismo da Universidade, contemplando seu portfólio de tecnologias disponíveis para transferência, prestação de serviços tecnológicos realizados por seus pesquisadores, a infraestrutura de inovação tecnológica e de apoio ao empreendedorismo universitário.

A construção do Parque de Ciência e Inovação atenderá às demandas de sustentabilidade, necessárias nos dias atuais, contando com reaproveitamento das águas pluviais, geração de energia fotovoltaica e instalações modernas para racionalização do consumo elétrico.

Fonte: Jornalista Camila Cantoia Dorna/ASC/UEM – Fotos: Divulgação/ASC/UEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *