Carta Aberta aos candidatos às eleições

Documento do Instituto Paranaense de Compliance sugere a adoção de iniciativas que promovam o zelo com o bem público, além da ética, a transparência e o respeito aos cidadãos
“A Carta Aberta é uma ação que visa fomentar iniciativas de integridade e compliance na gestão pública”, afirma a presidente do Instituto, Letícia Sugai Rocha (foto).

O Instituto Paranaense de Compliance (Ipacom) está lançando uma carta aberta à classe política em defesa das boas práticas de transparência nos mandatos de prefeitos e vereadores que se iniciam em janeiro de 2021.

Esta ação está sendo desenvolvida com apoio da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) e será estendida às associações comerciais em todo o Estado.

“A Carta Aberta é uma ação que visa fomentar iniciativas de integridade e compliance na gestão pública, convidando os candidatos a adotarem iniciativas específicas durante sua gestão, promovendo e fortalecendo a ética, a transparência e o respeito aos cidadãos”, afirma a presidente do Instituto, Letícia Sugai Rocha, que está percorrendo diferentes entidades de classe para mostrar a importância dessa ação cidadã e do envolvimento das comunidades no combate à corrupção.

“Enquanto munícipes, somos diretamente afetados pelas decisões de prefeitos e vereadores, porque é no município que a vida acontece. É nele que trabalhamos, formamos família e criamos filhos. Portanto, é imprescindível que Estados e municípios empreendam esforços para melhorar a vida das pessoas, e esses esforços devem promover maior maturidade de gestão, justiça e execução de políticas públicas de qualidade”, explica a presidente do Ipacom, ao destacar que a Carta Aberta sugere 10 compromissos a fim de que os governantes tenham um norte no que se refere a iniciativas de integridade durante sua gestão, possibilitando que os cidadãos também possam acompanhar esse desempenho.

CORRUPÇÃO NO BRASIL

Até 5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro é perdido todos os anos para a corrupção. Esta informação consta de estudos da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Fórum Econômico Mundial, que se reúne anualmente em Davos, na Suíça. Outro relatório semelhante da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) demonstra otimismo, mas, mesmo assim, os números são alarmantes: a corrupção brasileira corroi cerca de 2,3% do PIB. “Fazendo uma mescla das duas metodologias, chega-se ao montante aproximado de R$ 248 bilhões”, afirma Letícia ao destacar que isso equivale a 30 vezes o orçamento para a Educação no Estado do Paraná em 2019, que é o 5º maior PIB da economia brasileira.

O QUE É COMPLIANCE?

Compliance quer dizer “promover uma cultura que estimule a conduta ética”. É um termo estrangeiro que, literalmente, significa “cumprir”, mas também é possível interpretá-lo como conformidade ou integridade. Na prática, é quando atitudes, crenças e comportamentos são combinados para agrupar normas, manter tal conduta ética e, assim, prevenir desvios e fraudes.

SOBRE O IPACOM

O Instituto Paranaense de Compliance (Ipacom), foi fundado em 2017, em Curitiba, com o objetivo de contribuir para a formação e o aperfeiçoamento das organizações e profissionais que atuam na área de compliance no Paraná.

Por meio de cursos, congressos, palestras, debates, núcleos de estudo, seminários, workshops, parcerias e outras atividades, o Ipacom busca cooperar para a difusão da cultura do compliance, da integridade e da transparência nas atividades exercidas por estas organizações e pelos profissionais em seus negócios. (www.ipacom.org)

Fonte: Assessoria de Comunicação/Faciap – Foto: Divulgação/Ipacom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *