Conselho de Gestão Fiscal apresenta relatórios da Prefeitura Municipal

Os membros do Conselho de Gestão Fiscal de Maringá apresentaram para o prefeito Ulisses Maia, vice-prefeito Edson Scabora, e secretários municipais, na quarta-feira (12/4), o relatório das análises feitas no terceiro quadrimestre de 2020 e encerramento do exercício. Criado em 2017, o conselho avalia a política e operacionalidade da gestão fiscal do município de Maringá a cada quatro meses.

A principal conclusão dos conselheiros é que houve melhorias em todos os aspectos da gestão fiscal do município. “No exercício de 2020 destacamos o gasto com pessoal, que ficou abaixo do limite de alerta do que a lei permite. Isso é muito positivo. O pagamento das dívidas também teve resultado satisfatório. Proporcionalmente, o grau de endividamento diminuiu”, relata a conselheira Kerla Matiello.

De acordo com o conselho, o percentual de gasto da saúde diminuiu pelo aumento expressivo da arrecadação da receita corrente líquida e também pela impossibilidade do atendimento das consultas e cirurgias eletivas. Isso aconteceu devido à necessidade de manter boa parte dos leitos das unidades de saúde do município disponíveis para a Covid-19.

O prefeito Ulisses Maia lembrou que o superavit nas contas tem sido fundamental para que o município realize ações de políticas públicas voltadas para a população e empresas que sofrem com as consequências da pandemia. Ele citou como exemplos o Auxílio Emergencial, o Apoio aos profissionais de eventos e o Juro Zero, que será lançado nos próximos dias.

O Conselho de Gestão Fiscal vai agora trabalhar em duas ações para análise desenvolvida no parecer. Todos os pareceres apresentados ficam disponíveis na página da prefeitura. A ideia é desenvolver uma metodologia de apresentação das contas públicas para que as mesmas sejam melhor compreendidas pela população. Outra ação será selecionar municípios do mesmo porte de Maringá para fazer uma comparação dos resultados. “Desta forma, teremos uma visão melhor sobre a qualidade dos resultados das contas públicas”, esclarece Kerla Mattiello.

O Conselho de Gestão Fiscal é formado por cidadãos indicados pela sociedade civil organizada. Também fazem parte do órgão os conselheiros Gilmar Duarte da Silva, Reginaldo Lamim, Valdir Matara e Aluízio Andreatta (conselheiro secretário).

Fonte: Diretoria de Comunicação/Siacom – Foto: Mileny Melo/PMM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *