Cultura doa livros para criação de espaços de leitura nas secretarias municipais de Maringá

Cultura doa livros para criação de espaços de leitura nas secretarias municipais de Maringá
Secretário Municipal de Segurança, Ivan Quartaroli: “Nossa ideia é que os guardas utilizem a hora do almoço para ler e, com isso, entrem neste mundo da cultura, saindo da rotina estressante do dia a dia”.
“Estamos trabalhando para que mais pessoas tenham acesso à arte e à cultura. Isso muda vidas”, diz o secretário de Cultura, Victor Simião

Na manhã da terça-feira (20/4), o secretário de Cultura do Município de Maringá, Victor Simião, repassou mais de 150 livros para o início do espaço de leitura em órgãos da Prefeitura de Maringá. Parte deles foi para a Secretaria de Assistência Social; parte, para a Secretaria de Segurança Pública.

As obras serão utilizadas para projetos que visam a formação de leitores e de leitoras. No caso da Assistência Social, serão desenvolvidas atividades com adolescente em conflito com a lei. Na Segurança Pública, o foco está em desenvolver trabalhos com a Guarda Municipal.

“A gestão do prefeito Ulisses Maia quer humanizar cada vez mais Maringá. É por esse motivo que estamos trabalhando para que mais pessoas tenham acesso à arte e à cultura. Isso muda vidas”, diz Simião.

As obras foram arrecadadas a partir de doações de membros de clubes de leitura que atuam na cidade. O recebimento dos livros por parte da Assistência Social ficou sob a responsabilidade da coordenadora do Sistema Municipal de Atendimento Socioeducativo, Dayane Góes, e da coordenadora do Centro de Referência da Assistência Social do Jardim Alvorada, Maria Gabriela Brandino. Na secretaria Municipal de Segurança, as obras foram entregues ao secretário Ivan Quartaroli e ao coordenador da GM.

Nas doações estavam todos os gêneros literários, clássicos, contemporâneos, além de escritores e escritoras maringaenses. A Secretaria da Cultura tem desenvolvido ações sempre em parceria com outras pastas.

O secretário Municipal de Segurança, Ivan Quartaroli, diz que o objetivo é espalhar cultura e conhecimento entre os guardas municipais. “Nossa ideia é que os guardas utilizem a hora do almoço para ler e, com isso, entrem neste mundo da cultura, saindo da rotina estressante do dia a dia”.

Fonte: Diretoria de Comunicação/Siacom – Fotos: Mileny Melo/PMM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *