ECONOMIA – Maringá é destaque na geração de empregos em 2019

 

Maringá repetiu no último levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2019, o que aconteceu em quase todo ano: ser a principal geradora de empregos no interior. Dados anunciados apontam o Paraná como o quarto maior gerador de empregos no país, com 2.677.869 pessoas com carteira de trabalho assinada entre janeiro e novembro. Entre cidades paranaenses com mais de 30 mil habitantes que mais acumularam empregos Curitiba está em primeiro com 25,4 mil e Maringá em segundo, com 5,5 mil novas vagas de trabalho.

Setores no Estado que mais geraram empregos foram serviços (41.821), comércio (14.059), construção civil (10.082) e indústria de transformação (8.125). Os dez segmentos que mais ofertaram empregos entre janeiro e outubro desse ano na Agência do Trabalhador de Maringá foram: auxiliar de produção com 231 vagas; auxiliar de limpeza com 124; vendedor pracista com 111; vendedor interno com 105; auxiliar de cozinha com 89; recepcionista com 87; operador de caixa com 82; soldador com 79; auxiliar administrativo com 76; motorista de automóveis com 68.

A Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico do Município – (Seide), além de trabalhar para abertura de mais empresas em Maringá, também faz parcerias para formar mão de obra. Há projetos com universidades e empresas que ofertam cursos profissionais. Além do assunto receber atenção do Conselho Municipal do Trabalho de Maringá. “Estamos sempre orientando e ajudando os trabalhadores a buscar qualificação profissional”, comenta diretora da Agência do Trabalhador de Maringá, Clarice Chimirri.

A agência realizou 114.368 procedimentos entre janeiro e novembro desse ano. Entre intermediações de entrevistas de emprego, confecção da carteira de trabalho, atendimento sobre seguro-desemprego, entre outros.

Os encaminhamentos para entrevistas de emprego nas empresas somaram 59,7 mil até então. Sendo 7.390 em janeiro, 6.164 em fevereiro, 5.635 em março, 6.002 em abril, 5.985 em maio, 4.687 em junho, 5.714 em julho, 4.969 em agosto, 3.939 em setembro, 5.102 em outubro e 4.144 em novembro.

Fonte: Diretoria de Comunicação/PMM. – Foto: Aldemir de Moraes/PMM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *