Piano que pertenceu a Joubert de Carvalho volta ao CAC

Adquirido pela prefeitura em 1991, o piano caminha para se tornar patrimônio histórico. Processo de tombamento está em andamento.
Antônio da Silva, 61 anos, trabalha com afinação de pianos há 37 anos, tem demandas em diversos estados brasileiros e ressalta que Maringá tem um instrumento de excelência musical e grande valor histórico.

Piano que pertenceu ao compositor Joubert de Carvalho, autor da música ′Maringá′, foi restaurado e está de volta ao renovado Centro de Ação Cultural (CAC). O instrumento, fabricado em 1899, foi afinado e reposicionado nas instalações reformadas, na avenida XV de Novembro, Centro da cidade. O piano, adquirido pela prefeitura em 1991, caminha para se tornar patrimônio histórico. Processo de tombamento está em andamento.

A restauração, feita em Curitiba, teve trocas de peças – como cravelhas e martelos – e ganhou uma nova pintura. “Esse piano é um elemento histórico para a cidade de Maringá e trouxemos de volta para seu local original”, comenta o secretário de Cultura, Miguel Fernando, citando a sala Joubert de Carvalho, no térreo do CAC.

Equipe especializada em transporte de instrumentos e um afinador profissional vieram de Curitiba com piano. Trabalho de afinação levou aproximadamente duas horas. Antônio da Silva, 61 anos, trabalha com afinação de pianos há 37 anos, tem demandas em diversos estados brasileiros e ressalta que Maringá tem um instrumento de excelência musical e grande valor histórico.

O Piano Steinway & Sons pesa aproximadamente 280 quilos, tem 1m80 de comprimento, 95 centímetros de altura e 1m47 de largura, é do tipo meia cauda, tem 88 teclas e três pedais.

Fonte: Diretoria de Comunicação – Foto: Aldemir de Moraes/PMM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *