EDUCAÇÃO: Instituições de ensino recebem o Selo Escola Legal

Gestores e professores de 30 instituições de ensino, da Educação Infantil e Ensinos Fundamental e Médio de Maringá e região, receberam na sexta-feira, seis de setembro, o Selo Escola Legal
O presidente atual, José Carlos Barbieri, disse que a reedição do Selo Escola Legal dará mais visibilidade às instituições de ensino que cumprem todos os requisitos da legislação. Ele lembrou alguns trâmites legais que as escolas têm que vencer e afirmou que o sindicato vem trabalhando para diminuir a burocracia e aumentar a competitividade das empresas.

Gestores e professores de 30 instituições de ensino, da Educação Infantil e Ensinos Fundamental e Médio de Maringá e região, receberam na sexta-feira, seis de setembro, o Selo Escola Legal. A iniciativa é do Sinepe/NOPR e tem o objetivo de indicar que as escolas portadoras do selo atendem todas as exigências da legislação.

Além de Maringá, também foram contempladas escolas de Paranavaí, Campo Mourão, Mandaguaçu, Loanda, Nova Esperança, Mandaguari, Goioerê e Umuarama. Durante o cerimonial, o Sinepe lembrou que na segunda gestão do presidente Amaury Antonio Meller (1992/1995 – 1998/2001), o sindicato havia criado um selo semelhante.

Na época, 1999, a concepção da ideia foi da então diretora do Sinepe, Cristiane Strozzi. Nesta sexta-feira, durante a cerimônia de entrega do prêmio, o Sinepe prestou homenagem a Amaury Meller pelo pioneirismo do projeto executado durante sua gestão.

O presidente atual, José Carlos Barbieri, disse que a reedição do Selo Escola Legal dará mais visibilidade às instituições de ensino que cumprem todos os requisitos da legislação. Ele lembrou alguns trâmites legais que as escolas têm que vencer e afirmou que o sindicato vem trabalhando para diminuir a burocracia e aumentar a competitividade das empresas.

“Participamos, por exemplo, de várias reuniões com o comando do Corpo de Bombeiros, em Curitiba. Conquistamos o direito de solicitar o certificado de vistoria pela internet e pleiteamos a elaboração de uma cartilha para sabermos exatamente quais os nossos deveres. Outro pleito nosso, junto ao Núcleo de Educação, é que a validade da Proposta Pedagógica das escolas passe de cinco para dez anos”, comentou Barbieri.

O chefe do Núcleo de Educação, Luciano Pereira dos Santos, explicou que o pleito do Sinepe está nas mãos do governo. “Todos sabem que o governador Ratinho Junior está trabalhando para diminuir os entraves burocráticos e permitir o maior desenvolvimento de nossas empresas. E as escolas fazer parte deste cenário. Assim, esperamos que a reivindicação do Sinepe seja atendida”, frisou.

Luciano dos Santos também elogiou o Prêmio Escola Legal. “O Sinepe e as escolas particulares são nossos parceiros e queremos levar esta ideia para o setor público, quem sabe criar um selo ou prêmio para instigar a criatividade para que nossas escolas ofereçam um serviço de melhor qualidade”.

O vice-prefeito e gestor escolar, Edson Scabora, ressaltou que o Selo contribui para melhorar a qualidade das escolas. “E essa melhoria colabora para que reforcemos o título que Maringá ostenta, de, pelo segundo ano consecutivo, ter sido considerada a melhor cidade do Brasil para se viver”, enfatizou.

Além das autoridades citadas, também participou da cerimônia a diretora da Secretaria Municipal de Educação, Márcia Jacomelli. O Selo Escola Legal tem como parceiros o Núcleo Regional de Educação, a Secretaria Estadual de Educação (SEED), Prefeitura Municipal e Corpo de Bombeiros.

Uma equipe contratada pelo Sinepe, tendo à frente as professoras Silvia Goya e Lélia Bariani, visitou todas as escolas da base de associados e trabalhou na análise de toda a documentação encaminhada pelas instituições para a definição da entrega do Selo Escola Legal.

Escolas que receberam o Selo Escola Legal:
Colégio Anglo – Maringá
Colégio Axia – Maringá
Colégio CCIM – Maringá
Colégio Coração de Jesus – Nova Esperança
Colégio Dom Bosco – Maringá
Colégio Integrado – Campo Mourão
Colégio Interação – Maringá
Colégio Marista – Maringá
Colégio Mater Dei – Maringá
Colégio Novo Mundo – Goioerê
Colégio Objetivo – Maringá
Colégio Paroquial – Paranavaí
Colégio Platão – Maringá
Colégio Regina Mundi – Maringá
Colégio Santa Cruz – Maringá
Colégio Santo Inácio – Maringá
Colégio São Fco. de Assis –Mandaguaçu
Colégio São Fco. Xavier – Maringá
Colégio Sapiens – Umuarama
Colégio Vicentino Santa Cruz – Campo Mourão
Escola Arautos do Evangelho – Maringá
Escola Criarte – Maringá
Escola Educare – Campo Mourão
Escola Fatecie Max – Paranavaí
Escola Pequeno Aprendiz – Maringá
Escola Primeiro Passo – Mandaguari
Escola Saint Helena – Maringá
Escola Sta. Edwiges – Loanda
Escola São Vicente de Paulo – Paranavaí

Texto: Jornalista Dirceu Herrero/Assessoria de Imprensa/SinepeNOPR
Fotos: Divulgação.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *