Em Cianorte, evento aborda casos de sucesso de políticas públicas de acesso a crédito

Aportes em fundo garantidor e programas de juro zero serão os principais temas do evento

Em Cianorte, evento aborda casos de sucesso de políticas públicas de acesso a crédito Em Cianorte, evento aborda casos de sucesso de políticas públicas de acesso a crédito
Associação Comercial e Empresarial de Cianorte sedia o seminário “Médio Noroeste Bom de Crédito: Políticas Públicas de Acesso a Crédito”
Em Cianorte, evento aborda casos de sucesso de políticas públicas de acesso a crédito Em Cianorte, evento aborda casos de sucesso de políticas públicas de acesso a crédito
Secretário de Fazenda do município de Maringá, Orlando Chiqueto

Na próxima quinta-feira (4), será realizado o seminário “Médio Noroeste Bom de Crédito: Políticas Públicas de Acesso a Crédito”, voltado para interessados na temática de acesso a crédito para micro e pequenas empresas (MPE). O evento será realizado na sede da Associação Comercial e Empresarial de Cianorte (ACIC), das 15h às 17h. Para participar, é preciso se inscrever pelo link: forms.office.com/r/CizTKiipfB.

O evento é realizado pelo Comitê Território Empreendedor Médio Noroeste, Sebrae/PR e Associação de Municípios do Médio Noroeste do Paraná (Amenorte). O ponto alto do evento será um painel com o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, que irá interagir online com o secretário de Fazenda do município de Maringá, Orlando Chiqueto.

“Vamos ouvir gestores públicos sobre experiências que vêm dando certo, no intuito de ampliar as possibilidades e melhorar o acesso ao crédito para pequenos negócios do nosso território, estimulando o desenvolvimento econômico e social”, comenta o consultor do Sebrae/PR, Valtemar Sartorelli.

Em Maringá, por exemplo, a prefeitura vem realizando aportes em fundos junto à Noroeste Garantias. Trata-se de uma sociedade garantidora que avaliza o crédito dos empreendedores em instituições financeiras, apoiando quem não possui condições de ofertar garantia e, ao mesmo tempo, agindo para aplicação de taxas de juros mais baixas.

“Vamos abordar os aspectos práticos do aporte de R$ 4 milhões nos últimos três anos, no fundo garantidor de crédito, com números sobre a geração de empregos, distribuição de renda, empresas que abriram no período, aumento de arrecadação das receitas próprias do município”, comenta Chiqueto.

Fonte: AgênciaSebrae/PR – Fotos: Divulgação.