Em meio à pandemia, profissionais buscam especialização

Universidade registra 10% de aumento nas turmas de pós-graduação em 2020

Enquanto 30% das IES (Instituições de Ensino Superior) de todo o país admitem estar em colapso por conta do crescimento da inadimplência e da evasão de alunos que também tiveram rendas perdidas ou reduzidas, algumas ganharam fôlego com o aumento dos cursos de especialização. Em Curitiba, a Universidade Positivo (UP) fechou mais de 90 turmas de Pós-Graduação em 2020 – cerca de 10% a mais que em 2019.

De acordo com diretor geral de Pós-Graduação e Educação Continuada da UP, David Forli Inocente, o movimento mostra a preocupação dos profissionais com as suas carreiras, num cenário de recorde histórico de desemprego no país. “Além disso, o isolamento social fez muita gente repensar seus papéis e temos visto pessoas buscando especializações de áreas totalmente diferentes das originais, para permitir mudanças orientadas e sustentáveis para o futuro”, conta.

O curso que registrou maior aumento na procura este ano, com 42% de crescimento no número de alunos, foi Sexualidade Humana: Clínica e Educação”, da área de Psicologia. Outro curso que chamou muito a atenção do mercado, com recorde de matrículas, foi Operador de Mercado Financeiro e Trader“. “As pessoas estão vendo que há oportunidades no mercado de opções e querem aprender a aproveitar”, afirma Forli.

As turmas iniciaram as aulas de forma remota, mas contam com 94% de aprovação entre os alunos, no total. Segundo Forli, mesmo em ambiente virtual, os estudantes de pós-graduação ganham muito em networking, que é fundamental para quem busca novas oportunidades. “Existem estatísticas que mostram que 70% das recolocações têm relação com o networking do profissional que está sendo recolocado”, afirma. A abertura de mais turmas este ano também pode ser explicada pela oferta de novos cursos – 13% do total, segundo Forli. “Buscamos sempre inovação em cursos que conectam os alunos com as tendências dos diferentes mercados em que atuamos” finaliza o diretor.

Fonte: Central Press – Foto: Divulgação/Positivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *