Hospital Universitário de Maringá investe cerca de R$ 12 milhões em equipamentos

Hospital Universitário de Maringá investe cerca de R$ 12 milhões em equipamentos
Ventiladores pulmonares foram alguns dos aparelhos recebidos para auxiliar no tratamento contra Covid-19

Em menos de três anos de gestão, a atual diretoria do Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) conquistou, aproximadamente, R$ 12 milhões em recursos para aquisição e reforma de equipamentos fundamentais para garantir a qualidade e humanização do atendimento, tornando mais seguro o diagnóstico e o tratamento prestado à população de toda região, além da melhoria do trabalho para os servidores do hospital.

Estes equipamentos vão desde mobiliários usados nas atividades administrativas e também aqueles utilizados diretamente na assistência ao paciente, como: aparelhos de Raio-x digital, ultrassom, ventiladores pulmonares, incubadoras, aparelho para realização de testes rápidos para Covid-19, ônibus para coleta externa de sangue, entre tantos outros.

Após o mapeamento e identificação do nível de necessidade pela Câmara Técnica de Equipamentos e Tecnologia do HUM, foi feito um cronograma de aquisições e como seriam aportados os investimentos. Uma parte dos equipamentos foi adquirido com os recursos próprios do hospital e outra parte foi destinada por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SESA), mediante projetos apresentados e solicitações pontuais. “Vários outros chegaram de emendas parlamentares, seja estadual ou federal. Os deputados são muito sensíveis às necessidades do hospital e tem nos apoiado no avanço dos serviços”, destaca Elisabete Mitiko Kobayashi, superintendente do HUM.

A gestora também ressalta que durante a pandemia, foram realizadas parcerias e solicitações a sociedade civil organizada para auxiliar no seu enfrentamento ao Covid-19. Assim várias doações foram feitas por entidades filantrópicas ou não, com destaque na importância do apoio da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) para o sucesso nessas campanhas realizadas, além de entidades como os clubes, associações e empresas que também tiveram destaque nas ações em prol do HUM.

Segundo Elisabete, além de prestar assistência, o HUM também é um centro formador de profissionais, pois é ligado à Universidade Estadual de Maringá (UEM) e tem alunos dos cursos de graduação e pós-graduação atuando. “Quando assumimos, havia equipamentos quebrados e fora de uso, que já não tinham mais peças de reposição no mercado por serem antigos. Estes equipamentos sem manutenção preventiva adequada, necessitavam frequentemente de   manutenção corretiva. Havia também a necessidade de novas tecnologias em saúde para atender a complexidade do serviço atual. A aquisição destes equipamentos vem auxiliar na assistência e melhorar a qualidade do ensino”.

O HUM é referência na rede de atendimento de urgência e para consultas especializadas, deste modo, mantém um corpo clínico com profissionais altamente qualificados. “A partir da renovação e ampliação do nosso parque tecnológico, trabalhamos com maior precisão e eficiência, agilizando processos e diminuindo o gasto de energia e frustrações na assistência. Os novos equipamentos vêm elevar o patamar de atendimento em eficiência, qualidade no atendimento e diagnóstico e, redução de custos, que é muito importante na gestão da saúde pública”, afirma Elisabete.

Fonte: Fábio Carlucci/ASC/UEM.
Foto: Divulgação.