Ideb é resultado do investimento em valorização e formação dos professores

A evolução no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é fruto do investimento feito na formação continuada dos professores e na valorização deles como protagonistas na alfabetização das crianças. Foi a conclusão dos participantes do workshop “Avaliações externas – Ideb – boas práticas – excelentes resultados”, realizado no Centro de Convivência do Idoso de Atalaia, na quinta-feira (09/9), pela manhã.

Promovido pela Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria Municipal de Assuntos Metropolitanos e Institucionais, em parceria com o Núcleo Regional de Educação (NRE) de Maringá e a Câmara Técnica da Educação da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense, o evento reuniu secretários municipais, pedagogos e professores da Rede Municipal de Ensino das trinta cidades da área de abrangência da Amusep.

Durante o encontro, os participantes conheceram as experiências de Atalaia, Presidente Castelo Branco, Floraí e Itambé, municípios com as melhores avaliações do Ideb, na região da Amusep. Também ouviram relatos dos diretores de colégios de Ângulo e Maringá, referências na Rede Estadual de Ensino. Técnicas do NRE apresentaram um histórico sobre o Índice e sobre a participação de alunos da educação especial nas avaliações da Secretaria de Estado e do Ministério da Educação.

Para o secretário municipal de Assuntos Metropolitanos e Institucionais de Maringá, Fausto Eduardo Herradon, a troca de experiências é a forma ideal para multiplicar os bons resultados. A chefe do NRE, professora Isabel Cristina Domingues Soares Lopes, destaca que eventos do gênero são uma “excelente” oportunidade para promover o crescimento dos gestores e dos profissionais.

A coordenadora da Câmara Técnica da Educação da Amusep, secretária Municipal de Maringá, professora doutora Tânia Regina Corredato Periotto, ressalta que “compartilhar” o conhecimento é uma maneira construtiva de lapidar os talentos individuais. A secretária de Atalaia, município que detém o maior índice, na educação básica, no Estado, acrescenta que o intercâmbio de experiências fortalece a rede e provoca ganhos essenciais para o futuro das crianças.

De acordo com o prefeito de Atalaia, Carlos Eduardo Armelin Mariani, anfitrião do evento e que representou o presidente da Amusep, prefeito de Ângulo, Rogério Aparecido Bernardo, o encontro cria um movimento positivo, porque as boas práticas precisam ser copiadas. “O que dá certo em um lugar serve de modelo para outros municípios alcançarem ganhos semelhantes. É uma corrente do bem para ser aplicada na Educação, na Saúde, na Agricultura, na Assistência Social e nas demais áreas da gestão pública”, frisa.

Fonte: Jornalista Claudio Galleti/Assessoria de Imprensa – Foto: Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *