ONU reconhece Maringá como “Cidade Árvore do Mundo”

ONU reconhece Maringá como “Cidade Árvore do Mundo”A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO-ONU) e a Fundação Arbor Day reconheceram, esta semana, Maringá como Tree Cities Of the World, ou Cidade Árvore do Mundo. Maringá passa a fazer parte de um seleto grupo de metrópoles que possui o título, como Paris, Turin, Milão, Madri, Nova Iorque e Toronto, entre outras.

Pouco municípios têm este título no Brasil e na América do Sul. “É um reconhecimento importante. Mais um motivo de orgulho para nós maringaenses e mais um diferencial para nossa cidade que já é a melhor do Brasil para se viver”.

A argumentação para defender o título para Maringá foi feita pela Secretaria de Limpeza Urbana. Os números foram importantes. “A cidade possui 21 áreas de preservação ambiental. Destas, 14 são parques. São 90 praças e diversas calçadas ecológicas. Com uma floresta remanescente da Mata Atlântica, Maringá tem as árvores como patrimônio cultural. Atualmente a cidade apresenta em média 150 mil árvores”, diz o documento.

“Citamos as leis que asseguram a preservação do meio ambiente, a Lei de Uso e Ocupação do Solo, que exige que cada lote tenha pelo menos uma árvore na calçada, além do Plano Gestor de Arborização Urbana (PGAU) que indica as espécies adequadas para cada local da cidade”, explica o secretário Paulo Gustavo Ribas.

Também foram citados projetos como o “Fabricando Árvores” que será implantado dentro do Viveiro Municipal de Maringá que tem o objetivo de produzir mudas arbóreas nativas para serem utilizadas na cidade, contemplando ruas, praças, parques e fundos de vale. A capacidade de produção do viveiro é estimada em 20.000 mudas por ano.

Fonte: Secom.
Foto: Thiago Louzada/PMM.