Prefeito sanciona duas leis de igualdade social e racial

Novas leis de inclusão racial marcam momento histórico para Maringá
Prefeito de Maringá, Ulisses Maia, sancionou duas importantes leis de inclusão racial
Para o secretário de Juventude e Cidadania, Emannuel Predestin, “essa é uma grande conquista e vitória para o município. Fico feliz como secretário e cidadão em fazer parte dessa história. Vamos continuar lutando pela igualdade social e racial”

O Prefeito de Maringá, Ulisses Maia, sancionou duas importantes leis de inclusão racial. A primeira reserva 15% das vagas de concursos públicos municipais para a população negra. A outra lei, destina 20% das vagas ofertadas pelo Programa Municipal de Bolsas de Estudo (Promube) para pessoas autodeclaradas negras.

“Esse é um momento histórico para Maringá. Os dois projetos de lei tiveram apoio da sociedade como um todo. A cidade é considerada a melhor para se viver no Brasil. Com ações pela igualdade atuamos para que todos tenham esse sentimento”, afirmou Ulisses Maia. Atualmente, das 1.219 mil vagas que a Prefeitura de Maringá oferece na rede particular, nenhuma é ocupada por estudante negro.

Para o secretário de Juventude e Cidadania, Emannuel Predestin, essa é uma grande conquista e vitória para o município. “As leis representam acesso à educação que gera qualidade de vida das famílias e, quem sabe, um aumento futuro na representatividade dos negros em cargos públicos. Fico feliz como secretário e cidadão em fazer parte dessa história. Vamos continuar lutando pela igualdade social e racial”, destaca.

Maurício Domingos, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Maringá e do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, relembra a luta histórica pela igualdade e a conquista que as leis representam. “Essa é uma luta dos movimentos negros de Maringá e região”, afirma.

O presidente da Câmara de Vereadores, Mario Hossokawa, agradeceu os vereadores que votaram a favor das leis. “Quero parabenizar essa atitude louvável de destinar vagas de concursos públicos e do Promube para negros. As leis são símbolos da luta pela igualdade”, disse.

As leis entrarão em vigor na data da publicação no Órgão Oficial da Prefeitura de Maringá.

A cerimônia foi em formato híbrido (online e presencial) e contou com as presenças do vice-prefeito, Edson Scabora; secretários municipais, Victor Simião, da Cultura; Marcos Cordiolli, da Siacom; e Tânia Periotto, da Educação; vereadores Alex Chaves, Paulo Biazon, Mário Verri e Ana Lúcia; e da gerente de Igualdade Racial, Cleuza Souza Teodoro, além de representantes de movimentos negros: Osmar Batista (Centro Cultural Jamaika); Omidere Digina de Oxum (representante das religiões de matriz Africanas de Maringá); e Eliana Santos de Oliveira de Sousa (Associação União e Consciência Negra de Maringá).

Fonte: Diretoria de Comunicação/Siacom – Fotos: Mileny Melo/PMM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *