Prefeitura e UEM discutem parcerias nas áreas de pesquisa e inovação

O secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação da Prefeitura de Maringá, Marcos Cordiolli, se reuniu com o reitor em exercício da UEM, Ricardo Dias Silva e com gestores de pesquisa e inovação da UEM.

As instituições discutiram parcerias nas áreas da pesquisa e inovação, serviços tecnológicos, empreendedorismo, internacionalização e turismo de eventos.

A UEM apresentou o projeto do Centro de Tecnologia e Inovação, que tem o objetivo final de transformar conhecimento em empreendimentos. “É uma ação de vanguarda que nos impressionou pela capacidade de unir a teoria da academia com a prática da vida empresarial e fortalecer Maringá como cidade industrial e com empresas de alto valor agregado”, frisa Cordiolli.

Durante o encontro também foram discutidas ações conjuntas como forma de contribuir com a internacionalização das empresas. A universidade possui acordos internacionais com mais de 40 países. “Unindo forças, a UEM pode apoiar a Prefeitura de Maringá neste processo que iniciamos de internacionalizar produtos e empresas como forma de acelerar nossa economia”, comenta Cordiolli.

As instituições, que já possuem um termo de cooperação formalizado, também devem trabalhar em conjunto para fortalecer a Incubadora Tecnológica, que tem na Prefeitura de Maringá um dos parceiros estratégicos.

“A UEM possui um grande ecossistema de inovação, com atuação marcante na produção de tecnologias, patentes e apoio a startups” destaca Luiz Fernando Cótica, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEM. O professor reforça que esse ecossistema é um patrimônio do Paraná e, por isso, a universidade o coloca à disposição da cidade. “A intenção é construirmos um projeto de inovação robusto para Maringá e região”.

O reitor em exercício da UEM, Ricardo Dias Silva, conversou sobre as parcerias já existentes e a perspectiva de, com investimento do Executivo municipal, fomentar ainda mais o desenvolvimento de um Centro de Ciência, Pesquisa e Inovação, que pode vir a surgir a partir de estruturas já instaladas na UEM, como o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) e o Complexo de Centrais de Apoio à Pesquisa (Comcap), ambos no câmpus de Maringá. Conforme Dias Silva, “a ideia é ter um espaço de inovação da cidade”.

Um dos destaques de incentivo à inovação na cidade é a Incubadora Tecnológica de Maringá, criada na UEM e que faz parte do Parque Tecnológico de Maringá (Maringatech). O secretário municipal de Inovação fala que pretende apoiar o projeto. Na reunião também houve oportunidade de apresentar atividades de internacionalização e o capacete de oxigenação, criado por pesquisadores da UEM e distribuído de graça para combate à pandemia, além de discutir sobre o futuro Centro de Convenções, no Bloco M-40.

PRESENÇAS – Participaram da reunião no Gabinete da Reitoria, o reitor em exercício da UEM, Ricardo Dias Silva; o secretário de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação, da Prefeitura de Maringá, Marcos Cordiolli; o professor Luiz Fernando Cótica, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEM; o diretor de Pesquisa e Pós-Gradução e Coordenador do NIT da UEM, Ivair Aparecido dos Santos; o assessor de inovação da universidade, Marcelo Farid Pereira e o Assessor de Comunicação da UEM, Elias de Paula.

Fonte: Siacom e ASC/UEM – Fotos: Heitor Marcon/UEM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *