Presidente da Amusep participa de reunião com arcebispo metropolitano de Maringá

O presidente da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), prefeito de Ângulo, Rogério Aparecido Bernardo, participou, nesta terça-feira (23/3), pela manhã, de uma videoconferência organizada pelo arcebispo metropolitano de Maringá, Dom Frei Severino Clasen. Durante o encontro, foram analisadas as medidas de restrições adotadas na região e propostas três linhas de ação para serem desenvolvidas em parceria entre a Igreja Católica e os gestores municipais.

De acordo com Dom Frei Severino, as linhas de ação seguem uma estratégia a ser colocada em prática em todo o território nacional, capitaneada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A primeira é de segurança alimentar e de combate à fome. A segunda de auxílio emergencial para os empresários e para as famílias em situação de risco. A terceira de apoio psicológico e espiritual às pessoas que ficaram com sequelas, provocadas pelo novo coronavírus, ou que sofrem com a perda de entes queridos.

Vulneráveis

 Uma das propostas é recorrer à produção de alimentos dos integrantes da Agricultura Familiar, semelhante ao que é feito na merenda escolar, com a compra direta, como itens de cestas básicas a serem distribuídas para a população vulnerável. Outra é, além de incentivos fiscais e linhas de crédito, com juros zero, para os micro e pequenos empresários, atingidos diretamente, pelas medidas restritivas de enfrentamento à pandemia, criar o “aluguel social” para as famílias com risco de serem despejadas das residências, por causa da falta do pagamento da locação do imóvel.

 

No atendimento a pessoas com sequelas, físicas, psicológicas e espirituais, a ideia é integrar o trabalho da Rede Pública de Assistência Social com as atividades das pastorais, que acolhem os fiéis fragilizados pela doença. “Vamos somar nossas forças para evitar a sobrecarga tanto dos serviços das prefeituras quanto dos apoios oferecidos pela Igreja”, destaca Dom Frei Severino.

Semana Santa

 As celebrações, que marcam a Semana Santa, também foram tema do encontro. Com muita cautela, o arcebispo e os padres, presentes na reunião, falaram da preocupação referente a uma das datas mais importantes do Calendário Cristão. Por sugestão do prefeito de Maringá, Ulisses Maia, a Arquidiocese vai propor um conjunto de medidas para serem estudadas pelos municípios, principalmente, para a Cerimônia do Lava-Pés, na quinta-feira; Paixão e Morte, na sexta; e no Domingo de Páscoa.

Na opinião do presidente da Amusep, o encontro foi produtivo e estreitou, ainda mais, o relacionamento dos prefeitos com a direção local da Igreja Católica. “Manifestamos nosso reconhecimento pelo trabalho do Dom Frei Severino, que optou pela realização exclusiva de celebrações online, e pela parceria do clero regional às medidas de restrição adotadas pelos prefeitos”, ressalta Rogério Bernardo.

Presença

 Além do presidente da Amusep e do prefeito de Maringá, estiveram presentes os prefeitos de Itambé, Vítor Aparecido Fedrigo, Vitão; de Mandaguaçu, Maurício Aparecido da Silva, Índio; de Mandaguari, Ivonéia de Andrade Aparecido Furtado, Enfermeira Ivonéia; de Nova Esperança, Moacir Olivatti; de Ourizona, Manoel Rodrigo Amado; de São Jorge do Ivaí, Agnaldo Carvalho Guimarães, Guina; e de Sarandi, Walter Volpato. O prefeito de Paiçandu, Ismael Batista, foi representado pela procuradora Jurídica do Município, Adriana Cristina Zirondi Rocha. Rosineide de Assunção Nariai, a Professora Rosi Nariai, representou a prefeita de Floraí, Edna de Lourdes Carpine Contin.

Também participaram do encontro os prefeitos de Bom Sucesso, Raimundo Severiano de Almeida Júnior, Raimundinho; de Cruzeiro do Sul, Marcos César Sugigan; de Kaloré, Edmilson Luís Stencel; de Marumbi, Adhemar Francisco Rejani; e o presidente da Câmara Municipal de Maringá, Mário Hossokawa.

Fonte: Jornalista Claudio Galleti/Assessoria de Imprensa – Foto: Reprodução/Amusep

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *