Wellington Ferreira

Um discurso inspirador; feito de forma improvisada; recheado de emoção; transmitido com a voz embargada; e coberto de emoção. Mais que inovador, ousado e visionário, na noite em que recebeu o Prêmio de “Empresário do Ano 2019”, o presidente da cooperativa de crédito Sicredi União PR/SP, Wellington Ferreira, conseguiu traduzir em palavras, o porquê de o Fashion Hall estar lotado por um público composto de familiares, autoridades, empresários, colegas de trabalho, cooperados; uma legião de admiradores que, por duas vezes, aplaudiram-no em pé em reconhecimento à trajetória do homenageado.

“Eu pensei que seria mais fácil”, abriu o discurso. Em seguida, Ferreira citou um vídeo que havia sido apresentado minutos antes, com depoimentos de familiares, amigos e companheiros de jornada no cooperativismo. Dono de um sólido espírito cristão, ele destacou ser um “privilegiado” por tudo que Deus proporcionou na vida dele. “Quero compartilhar o Prêmio de Empresário do Ano com um grande número de pessoas que me possibilitou sonhar acordado; que me ajudou a realizar um conjunto de ações que provocou grandes transformações na vida de muita gente”, ressaltou.

REFLEXÃO

Ao falar sobre a família, o “Empresário do Ano” levou os convidados a uma reflexão. “Antes, eu pensava em deixar um mundo melhor para os meus filhos. Hoje, dedico-me a deixar filhos melhores para o mundo, para um país melhor”, comentou, ao agradecer uma lista de parentes presentes na solenidade. Recordou dos tempos difíceis, quando ele e a esposa Vanessa, deixaram Alfenas, no sul de Minas Gerais, e desembarcaram em Paranavaí, para “tocar as terras”, que o sogro havia comprado no noroeste do Paraná e corriam o risco de invasão.

Em solo paranaense, Ferreira se aproximou da Cocamar – Cooperativa Agroindustrial, para poder plantar e colher. Logo, pelo dinamismo e pela vontade de crescer, foi convidado a integrar o Conselho Fiscal da instituição. Daí para a Presidência da, então, Credimar foi uma questão de tempo. O homenageado assumiu o comando da cooperativa de crédito em 1997, em um cenário de patrimônio negativo de R$ 3,7 milhões e de muita turbulência no mercado financeiro. “Com Deus no comando, minha família ao meu lado e a tenacidade de um grupo de pessoas determinadas, reerguemos a Credimar. Em 1998, ingressamos no Sistema Sicredi. Atualmente, somos a maior do sistema e a quarta maior cooperativa de crédito do País”, disse, com um brilho singular nos olhos e um orgulho estampado no sorriso.

GIGANTE

A Sicredi União PR/SP reúne mais de 200 mil associados. Está presente em 110 municípios do Paraná e interior do Estado de São Paulo. São mais de mil colaboradores que movem as engrenagens da estrutura. Em média, a cooperativa dobra de tamanha a cada três anos. Até dezembro de 2019, estão previstas a abertura de 25 agências e a contratação de 250 novos profissionais. Os 20 programas sociais, a “menina dos olhos” do presidente Wellington, impacta mais de cem mil pessoas. “Nosso trabalho está pautado sobre o tripé da simplicidade, relevância e coerência”, resumiu.

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Michel André Felippe Soares, que falou em nome das entidades promotoras do Prêmio, o caráter visionário e a capacidade de realizar projetos transformadores nas comunidades, onde a Sicredi atua, são mais do que credenciais que justificam a escolha de Wellington Ferreira. Ex-presidente da Acim, que integra a lista dos agraciados com o título de   “Empresário do Ano” e atual presidente do Sicoob Central   Unicoob, Jefferson Nogaroli, resgatou um pensamento do pai dele, Francisco, para agradecer o apoio que o comandante da Sicredi deu para a criação da Sicoob. “Meu pai dizia que dívida de gratidão a gente paga, mas não quita”, disse.

O presidente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), José Roberto Ricken, exaltou a personalidade do homenageado. “Você (Wellington Ferreira) tem as virtudes do verdadeiro líder: ensina o que sabe; pratica o que fala; convence as pessoas a segui-lo; e pergunta o que desconhece”, afirmou, para ilustrar as características de coerência, ética, humildade e simplicidade presentes no comportamento do “Empresário do Ano”. O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, apontou a face motivadora e a notável capacidade de construir projetos de longo alcance e em prol da cidade.

MINEIRO

Natural de Campos Gerais, no sul do Estado de Minas Gerais, Wellington Ferreira é o caçula de uma família de oito irmãos; seis mulheres e dois homens. Aos três anos, transferiu-se, com os pais, para Alfenas, onde cresceu, estudou, conheceu e casou-se com Vanessa. Dessa união, nasceram Nathan e Leandro, que os presenteou com os netos Eduardo e Cauã. No Paraná, desembarcou em Paranavaí até se fixar em Maringá.

PRÊMIO

Criado em 1980 pelo Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista e Atacadista da Região de Maringá (Sivamar), como “Comerciante do Ano”, o prêmio passou a ser “Empresário do Ano”, em 1999, um ano depois de a Acim, a Delegacia Regional da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), e da Regional Noroeste da Associação Paranaense de Supermercados (Apras) passarem a ser co-promotoras da iniciativa.

Texto: Jornalista Claudio Galleti/Revista AaZ Magazine
Fotos: Paulo Souza/Revista AaZ Magazine.
Ivan Amorim/Walter Farnandes/Pólen Imagens e
Rodrigo Fernandes/Ruah Fotografia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *