Amusep participa da retomada das atividades do Comitê Terra Roxa

A Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) esteve representada na reunião de retomada das atividades do Comitê de Desenvolvimento Territorial Terra Roxa. A pedido do presidente da entidade, prefeito de ngulo, Rogério Aparecido Bernardo, que cumpria agenda em Curitiba, assessores da Diretoria acompanharam o encontro realizado na manhã desta terça-feira (25), por meio de videoconferência.

O presidente da Amusep destaca o importante papel do Comitê para promover um ambiente favorável para o fortalecimento das empresas existentes e para o surgimento de novos empreendimentos. “Uma das prioridades de nossa gestão é impulsionar a atividade econômica na região, para gerar renda, emprego e bem-estar para a população”, afirma.

Bernardo ressalta que a Associação, em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM), o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR), e o Núcleo Regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), está prestes a lançar o cronograma de ações da Unidade Mista de Desenvolvimento Territorial (UMDT). “É um programa, inédito e inovador, para estimular a aceleração da economia nos 30 municípios da área de abrangência da Amusep”, declara.

Índices

Idealizado e coordenado pelo Sebrae, o Comitê Terra Roxa reúne representantes das esferas do poder público e da iniciativa privada. São líderes e representantes de entidades da sociedade civil organizada, instituições de ensino superior, centros de pesquisa, entre outras. “É um amplo colegiado que, de forma voluntária, doa parte do tempo e as melhores habilidades de cada um em prol da construção de ciclos de prosperidade para o território”, diz o consultor Luiz Carlos da Silva, gestor do programa, no Escritório Noroeste do Sebrae.

Ele explica que a missão do Comitê é proporcionar condições para os municípios apresentarem “índices espetaculares”, semelhantes aos registrados em Maringá, considerada a melhor cidade do Brasil para se viver. “Temos uma referência extraordinária. Precisamos multiplicar as boas práticas e colher os bons frutos”, comenta.

Programação

De acordo com a programação sugerida pelo Sebrae, a retomada dos trabalhos do Comitê contempla a realização de seis encontros, com duração de cerca de duas horas cada um. Nesses eventos, de forma virtual, os participantes vão debater o papel dos líderes para o sucesso da iniciativa; estabelecer uma sinergia entre os integrantes do grupo; conhecer os detalhes dos propósitos do programa e identificar as ações a serem colocadas em prática. As datas serão divulgadas posteriormente.

Criados em 2017, os comitês de desenvolvimento foram instalados em todas as regiões do Paraná. A partir de uma metodologia própria, promove encontros, capacitações, grupos de estudos, visitas técnicas e outras atividades. Propõe um conjunto de indicadores e evidências, capazes de monitorar o desempenho dos projetos executados e sinalizar evolução para o planejamento definido.

Fonte: Jornalista Claudio Galleti/Assessor de Imprensa – Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *