Beto Preto recebe ofício da comissão ‘Mais Vacinas’ da Amusep

Beto Preto recebe ofício da comissão ‘Mais Vacinas’ da AmusepO secretário de Estado da Saúde do Paraná, Carlos Alberto Gebrim Preto, o Beto Preto, recebeu, na tarde da quarta-feira (16), o ofício elaborado pela Comissão Especial “Mais Vacinas” da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep). A entrega do documento foi feita pela prefeita de Astorga, Suzie Aparecida Pucillo Zanatta, integrante do colegiado; e pelo prefeito de Mandaguaçu, Maurício Aparecido da Silva, o Professor Índio, durante audiência na sede da Secretaria, em Curitiba.

No ofício, a comissão pede que Beto Preto leve ao Ministério da Saúde a necessidade de atualizar os dados populacionais, que estão defasados, há mais de uma década, para que a compra e distribuição das doses de vacinas contra a COVID-19 contemplem toda a parcela da população, com mais de 18 anos de idade. O Censo mais recente, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 2010. A prefeita Suzie destacou que o secretário ficou sensibilizado com a reivindicação e garantiu que incluirá o tema na pauta de discussão com as autoridades do Governo Federal, em Brasília (DF).

Avaliar

Beto Preto ressaltou que toda manifestação dos prefeitos é bem-vinda e precisa ser avaliada pelo Estado e pela União. Ele acrescentou que o assunto está no radar do Ministério e deve ser levado em consideração para que o Brasil atinja a cobertura vacinal ideal para controlar a pandemia da COVID-19. “Nossa missão é conter o avanço nas curvas de novos casos e de óbitos. Estamos concentrados para que a vacina contra o novo coronavírus chegue a toda população paranaense, com mais de 18 anos”, frisa.

Defasagem

Um levantamento realizado pela Amusep indica que, entre 2010 e 2020, muitos municípios da região experimentaram um crescimento populacional acelerado. Floresta, por exemplo, dobrou de tamanho. Segundo o IBGE, o município tem 6.851 habitantes. O cadastro da prefeitura, no entanto, aponta que estão ativas 4.500 ligações residenciais de água. Com uma média de três pessoas, por imóvel, a população é de 13.500 habitantes.

Mandaguaçu tem realidade semelhante. Pelas ligações de água, o município tem 12.500 residências ativas. O que corresponde a uma população de 37.500 habitantes. Pelo IBGE, são 23.100 habitantes. “Já sofremos perdas financeiras, com o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Nosso pedido, visa a preservar vidas”, afirmou.

Colegiado

A comissão “Mais Vacinas” é formada pelos prefeitos de Marialva, Victor Celso Martini, presidente; Suzie Aparecida Pucillo Zanatta, de Astorga; Carlos Eduardo Armelin Mariani, o Duda, de Atalaia; Ivonéia de Andrade Aparecido Furtado, a Enfermeira Ivonéia, de Mandaguari; Ulisses Maia, de Maringá; Marcondes Araújo da Costa, o Doutor Marcondes, de Munhoz de Mello; e Moacir Olivatti, de Nova Esperança.

Fonte: Claudio Galleti/Assessoria de Imprensa – Foto: Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.