Construtora Plaenge cresce 30% em 2021

Balanço da empresa será divulgado neste mês de março

Construtora Plaenge cresce 30% em 2021
Escritório Regional e Central de Apartamentos Decorados da Plaenge, em Maringá, na avenida Advogado Horácio Raccanello Filho, 4770 – Novo Centro

Quinta maior construtora do Brasil, segundo o ranking Informações Técnicas da Construção (Intec), e a maior da Região Sul, de acordo com levantamentos da Revista Amanhã e do Valor Econômico, a Plaenge registrou crescimento de 30% em sua receita no exercício de 2021. Em vendas, a holding que comanda os negócios da construtora alcançou a marca de R$ 2 bilhões, reunindo as operações nas nove principais cidades do Centro-Sul do país (Joinville, Curitiba, Londrina, Maringá, Campo Grande, Cuiabá, Campinas, Porto Alegre e São Paulo), além do Chile. São informações preliminares do balanço da companhia que será divulgado até a metade de março, conforme o diretor Roberto Melquíades.

O executivo salienta que o balanço da Plaenge é auditado pela PwC Brasil, uma das quatro grandes empresas globais de auditoria. “É mais um atestado de confiabilidade e transparência de nossos negócios”, afirma Melquíades. “Ter o balanço auditado com a assinatura da PwC funciona como mais um componente para a garantia da credibilidade perante os clientes e parceiros, demonstrando a plena correção de nossos procedimentos, além de ser fator fundamental para nossa participação em rankings como o da Intec, da Revista Amanhã e do Valor, muito respeitados pelo mercado”.

Com operação recente em Santa Catarina, a Plaenge, que já anunciou investimentos de R$ 400 milhões para Joinville nos próximos dois anos, figura no ranking 500 Maiores do Sul, publicado anualmente pela Revista Amanhã, de Porto Alegre, como a maior construtora do Sul do país. A empresa foi classificada como a maior da região no setor de Construção e Imobiliária pelo critério da receita líquida: em 2020, a Plaenge atingiu receita líquida de R$ 1,075 bilhão, com crescimento de 29,8% em relação ao ano anterior.

De acordo com a empresa, esse resultado é mais um reflexo do bom momento da Plaenge no mercado imobiliário, que cresce em uma conjuntura de juros favoráveis aos financiamentos, baixos níveis de estoques e uma tendência de valorização da casa como espaço de conforto, bem-estar e segurança. A construtora encerrou 2021 com 22 lançamentos no Brasil e no Chile, que devem atingir um VGV (Valor Geral de Vendas) de R$ 2 bilhões.

Sobre a Plaenge

Fundada em 1970, a Plaenge atua nos segmentos de incorporação residencial, desenvolvimento urbano, construção civil, projetos e montagens industriais. A empresa já entregou mais de 400 empreendimentos que somam mais de 6 milhões de metros quadrados de área construída e onde vivem 100 mil pessoas. Na área industrial, a Plaenge é referência em construções sustentáveis e já executou mais de 370 obras para grandes companhias, como Coca-Cola, Sig Combibloc, Cargill e Cia Cacique de Café Solúvel, entre outras.

Fonte: Guilherme Diefenthaeler/Mercado de Comunicação.
Foto: Divulgação/Plaenge-Maringá.