Hospital Psiquiátrico de Maringá inaugura Serviço de Neurologia

Fundado há 58 anos pelo médico psiquiatra Onofre Pereira de Mendonça, o HPM lança o Serviço de Neurologia, com exames diagnósticos de eletroencefalograma e ambulatoriais, para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e convênios
Representando o Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, o diretor da 15ª Regional de Saúde, Ederlei Alkamin, assina os termos do novo convênio
Ladeada por diretores da instituição, a presidente do HPM, Maria Emília Mendonça, frisa que “estamos buscando a inovação contínua, novas metodologias, precisão nos diagnósticos, com a finalidade de dispensarmos o melhorar tratamento para nossos pacientes”

O Hospital Psiquiátrico de Maringá (HPM) lançou o Serviço de Neurologia, com exames diagnósticos, de eletroencefalograma e ambulatoriais, para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e convênios. O processo de habilitação desses serviços já está em andamento, sendo fundamentais para o melhor diagnóstico com abordagem multiprofissional de doenças neurológicas e/ou transtornos mentais.

Estiveram presentes ao ato, o diretor da 15ª Regional de Saúde, Ederlei Alkamin, representando o Secretário Estadual de Saúde, Beto Preto; o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cresems), João Casagrande; o presidente da Associação Maringaense de Saúde Mental, José Oswaldo Veira; além de diretores e colaboradores da instituição.

Para o coordenador da nova especialidade, médico Sergio Augusto Buchweitz, o serviço inédito do hospital, unindo a Neurologia e a Psiquiatria, tornará possível refinar os tratamentos e melhorar os diagnósticos, inclusive para novas doenças mentais, até então desconhecidas ou englobadas em outras classificações.

O diretor clínico do HPM, médico Paulo Vecchi Abdala, complementa: “A Psiquiatria, assim como demais áreas da Medicina, vivem intensa revolução, aperfeiçoamento, avanços. E nós, aqui no HPM, estamos em sintonia, ao buscarmos a ampliação de novos serviços, trazendo a Neurologia, que pode ser uma área complementar ao tratamento psiquiátrico para os mais diversos transtornos e doenças mentais”.

HISTÓRIA DE PIONEIRISMO
O lançamento do Serviço de Neurologia, que além de ser um passo importante na história de pioneirismo e inovação do HPM, homenageia o seu fundador in memorian, médico Onofre Pereira de Mendonça, que completaria 107 anos, pioneiro no tratamento integral em saúde mental, com terapias ocupacionais, como o criar artístico.

“Estamos seguindo os passos do médico psiquiatra Onofre Pereira de Mendonça, que fundou o HPM há 58 anos, buscando a inovação contínua, novas metodologias, precisão nos diagnósticos, com a finalidade de dispensarmos o melhorar tratamento para nossos pacientes, cumprindo nossa missão como instituição filantrópica”, frisa Maria Emília Mendonça, presidente da instituição de ensino e saúde, Centro de Referência Nacional em Saúde Mental.

CONVÊNIO COM MINISTÉRIO DA SAÚDE
Os equipamentos de Neurologia (Brian Wave III, entre outros) foram adquiridos por meio de convênio com o Ministério da Saúde, firmado em 2018, para aumentar a assistência aos pacientes do SUS, nesta especialidade. Os aparelhos chegaram ao hospital em 2019, juntamente com ventiladores pulmonares, monitores multiparamétricos e cardioversores, assim como eletrocardiogramas. “Em breve ofereceremos aos pacientes do SUS também ambulatório e exames diagnósticos em Cardiologia”, aponta Maria Emília.

HPM É HOSPITAL GERAL
Desde dezembro de 2012, o HPM é hospital geral, com especialidade em Psiquiatria, disponibilizando ao SUS 80 leitos clínicos para dependências de álcool e drogas, em projeto aprovado pelas três esferas públicas e 160 leitos de Psiquiatria em hospital geral aos pacientes do SUS encaminhados pelo Estado do Paraná.

Possui ainda ala particular e de convênios, que leva o nome do fundador, médico Onofre Mendonça, e uma Unidade de Adolescentes, com 12 leitos, financiada pelo Estado do Paraná. Além disso, desde 2012, assiste sob a responsabilidade da instituição as especialidades de Psiquiatria, Cirurgia Geral, Medicina da Família, Clínica Médica, Infectologia e, a partir de agora, Neurologia. E desde 2019 disponibiliza leitos de UTI.

DOENÇAS MENTAIS ATINGEM 12% DA POPULAÇÃO
Para dimensionar a importância do novo serviço do HPM, vale lembrar que os problemas mentais têm se tornado cada vez mais comuns em todo o mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 23 milhões de brasileiros, ou seja, 12% da população, apresentam os sintomas de transtornos mentais. Ainda de acordo com a entidade, ao menos 5 milhões, 3% dos cidadãos, sofrem com transtornos mentais graves e persistentes.

Fonte: Jornalista Reginaldo Elói/Assessoria de Imprensa/HPM – Fotos: Divulgação/HPM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *