LITERATURA – FLIM 2019 já tem oito convidados confirmados

A Flim 2019 terá outras atrações além dos convidados. Haverá estantes com exposições e vendas de produtos. O espaço que reuniu 27 expositores no ano passado será ampliado nessa edição.
• Scholastique Mukasonga - africana que tem livros lançados no Brasil. Entre eles "Baratas" (2008), que aborda o genocídio em Ruanda em 1994, quando perdeu familiares. E, alguns que sobreviveram, ficaram na miséria. Experiência de vida que garante destaque não só em sua obra, como em trabalhos sociais que a autora faz.
• Contardo Calligaris - escritor e psicanalista italiano, 71 anos, tem formação na França e Suíça. Vive no Brasil há 20 anos, já lançou diversos livros e é colunista da Folha de São Paulo.
• Paulo Cesar Araújo - lançou em 2006 o polêmico “Roberto Carlos em detalhes”. O próprio cantor se esforçou na Justiça para proibir a circulação da obra. O que conseguiu no ano seguinte. A biografia não autorizada foi retirada das lojas. Mas virou tema de debates.
• Zeca Camargo - escreveu mais de dez livros paralelamente a carreira de jornalista. Entre eles a biografia da cantora Elza Soares. Além, de editar revistas como Capricho e ser editor e apresentador da MTV Brasil;
• Fernanda Takai - a vocalista da banda Pato Fu se especializou em literatura infantil paralelo à sua conceituada carreira musical solo no segmento pop rock. São aproximadamente 30 títulos entre discos, DVDs e livros;
• Moraes Moreira - aos 72 anos o músico baiano é uma lenda viva da MPB. Participou do icônico grupo Novos Baianos na década de 1970 e tem mais de 30 álbuns da discografia solo. Escreveu o livro "A história dos Novos Baianos", também tem um livro de poesias, entre outros;
• Xico Sá - o jornalista cearense tem ampla experiência na escrita. Desde repórter investigativo até livro que virou filme, como "Big jato". Figura folclórica na imprensa esportiva e cultural;
• Tulipa Ruiz - além de cantora também é ilustradora. Desde 2009 é apontada como uma das principais cantoras da nova MPB.

A Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM) 2019 já confirmou oito artistas e escritores que estarão em Maringá entre 6 e 10 de novembro. A Secretaria de Cultura (Semuc) confirmou Scholastique Mukasonga, Contardo Calligaris, Paulo Cesar Araújo, Zeca Camargo, Fernanda Takai, Moraes Moreira, Xico Sá e Tulipa Ruiz. Falta 23 convidados, sendo que mais alguns serão divulgados essa semana.

A Flim 2019 terá outras atrações além dos convidados. Haverá estantes com exposições e vendas de produtos. O espaço que reuniu 27 expositores no ano passado será ampliado nessa edição. Também um circo literário, auditórios, praça de alimentação, lançamento de livros, entre outros.

A melhoria na estrutura foi pensada para atrair mais público. A estimativa da Semuc é aumentar em 40% o público de 50 mil pessoas que visitaram a feira no ano passado. E movimentaram R$ 120 mil.

Confira quem são os confirmados:

  • Scholastique Mukasonga – africana que tem livros lançados no Brasil. Entre eles “Baratas” (2008), que aborda o genocídio em Ruanda em 1994, quando perdeu familiares. E, alguns que sobreviveram, ficaram na miséria. Experiência de vida que garante destaque não só em sua obra, como em trabalhos sociais que a autora faz;
  • Contardo Calligaris – escritor e psicanalista italiano, 71 anos, tem formação na França e Suíça. Vive no Brasil há 20 anos, já lançou diversos livros e é colunista da Folha de São Paulo;
  • Paulo Cesar Araújo – lançou em 2006 o polêmico “Roberto Carlos em detalhes”. O próprio cantor se esforçou na Justiça para proibir a circulação da obra. O que conseguiu no ano seguinte. A biografia não autorizada foi retirada das lojas. Mas virou tema de debates;
  • Zeca Camargo – escreveu mais de dez livros paralelamente a carreira de jornalista. Entre eles a biografia da cantora Elza Soares. Além, de editar revistas como Capricho e ser editor e apresentador da MTV Brasil;
  • Fernanda Takai – a vocalista da banda Pato Fu se especializou em literatura infantil paralelo à sua conceituada carreira musical solo no segmento pop rock. São aproximadamente 30 títulos entre discos, DVDs e livros;
  • Moraes Moreira – aos 72 anos o músico baiano é uma lenda viva da MPB. Participou do icônico grupo Novos Baianos na década de 1970 e tem mais de 30 álbuns da discografia solo. Escreveu o livro “A história dos Novos Baianos”, também tem um livro de poesias, entre outros;
  • Xico Sá – o jornalista cearense tem ampla experiência na escrita. Desde repórter investigativo até livro que virou filme, como “Big jato”. Figura folclórica na imprensa esportiva e cultural;
  • Tulipa Ruiz – além de cantora também é ilustradora. Desde 2009 é apontada como uma das principais cantoras da nova MPB. (Diretoria de Comunicação/PMM).
  • SERVIÇO

FLIM 2019 – De 6 e 10 de novembro de 2019
Local: Estacionamento do Estádio Willie Davids
Avenida Prudente de Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *