MARINGÁ – Logística do almoxarifado central é referência para gestores

O Almoxarifado Central da Selog recebe, armazena e distribui os materiais de consumo de todos os setores da Prefeitura de Maringá
Assessor de gabinete da Secretaria de Governo do Município de Parauapebas (PA), Eli Areias Oliveira, conhece a logística do almoxarifado central da Prefeitura de Maringá
"O adequado armazenamento não apenas facilita o manejo, mas preserva a qualidade da estocagem em ambiente rigorosamente controlado por sistemas de gerenciamento inteligente", disse o secretário, Paulo Sérgio Larson Carstens

O secretário de Logística e Compras (Selog), Paulo Sérgio Larson Carstens, e a superintendente Adriana Santana, receberam o assessor de gabinete da Secretaria de Governo do Município de Parauapebas (PA), Eli Areias Oliveira, que veio conhecer a logística do almoxarifado central da Prefeitura de Maringá. A experiência servirá de modelo para a instalação de um almoxarifado no município paraense.

 Com frequência, o almoxarifado de Maringá recebe visita de gestores públicos de outros municípios interessados em adotar o sistema de gestão local, que integra um conjunto de ações para proporcionar o máximo de transparência ao controle de armazenagem de materiais e produtos. “O adequado armazenamento não apenas facilita o manejo, mas preserva a qualidade da estocagem em ambiente rigorosamente controlado por sistemas de gerenciamento inteligente”, disse o secretário, Paulo Sérgio Larson Carstens.

O Almoxarifado Central de Maringá recebe, armazena e distribui os materiais de consumo de todos os setores da Prefeitura de Maringá, contando com um estoque que ocupa o espaço de mais de 9.000 metros quadrados. O sistema de gestão é informatizado, com rede wifi e são usados tablet′s para agilidade e segurança dos processos.

“Nós escolhemos Maringá porque tem a característica de sucesso no controle de aquisição, recepção, armazenamento e distribuição de materiais e produtos usados pela Prefeitura de Maringá. Vim conhecer o projeto de perto e levarei a ideia para ser implantada em Parauapebas”, afirmou Eli Areias Oliveira.

Fonte: Jornalista Camila Lúcio/Siacom – Foto: Divulgação/PMM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *