Observatório Covid-19 da Unicesumar e Codem aponta aumento na média móvel de óbitos e recorde de casos

Maringá registrou nos últimos 15 dias novo recorde na média móvel de casos com 1.076 positivados por dia

Observatório Covid-19 da Unicesumar e Codem aponta aumento na média móvel de óbitos e recorde de casos
Maringá registrou aumento na média móvel de óbitos e recorde de casos de Covid-19

Boletim divulgado na quarta-feira (16), pelo Observatório Covid-19 da Unicesumar e do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), aponta que Maringá registrou nos últimos 15 dias novo recorde na média móvel de casos com 1.076 positivados por dia. Na quinzena anterior a média ficou em 935.

O gráfico mostra uma estabilização na curva de casos do Brasil e do Paraná, mas Maringá ainda segue em alta. Confira o documento na íntegra.

A média móvel de óbitos por complicações da doença voltou a crescer em Maringá na última quinzena. A média está em 2,57 óbitos por dia, maior registro desde de agosto de 2021 quando chegou em 2,9.

Na avaliação do coordenador do Observatório e diretor de Pós-Graduação da Unicesumar, Guaracy Silva, o aumento na média móvel de óbitos é consequência do aumento no número de casos registrados desde o final de janeiro.

“Mesmo Maringá estando em uma situação exemplar de vacinação, na última quinzena foi registrada a maior média móvel de casos de toda a pandemia e a média móvel de óbitos voltou a crescer. Os dados reafirmam a importância da manutenção de todos os cuidados com a higiene e calendário de vacinação completo”, avalia.

A projeção do observatório é que Maringá chegará a marca de 1.724 óbitos e 147.588 casos até dia 19 de março.

Em compensação, o percentual de pessoas vacinadas em Maringá continua crescendo. São 35,34% da população vacinada com a dose adicional, 75,75% com duas doses ou dose única e 86,27% com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19.

Sobre o Observatório

O Observatório surgiu em março de 2020 com o propósito de monitorar a pandemia e subsidiar a tomada de decisões por parte de autoridades considerando diferentes interesses como a saúde da população e o impacto na atividade econômica. Representantes da Unicesumar e do Codem se reúnem semanalmente para avaliar e monitorar os indicadores da pandemia.

Além do coordenador Guaracy Silva, participam das análises as professoras Simone Bonafe (médica infectologista), Nancy Ferreira Silva (matemática), Solange Lopes (diretora do Centro de Biológicas e Saúde) e o analista de dados Icaro da Costa Francisco, todos da UniCesumar. Pelo Codem participam os executivos e empresários convidados.

O Observatório também convida para as reuniões representantes da Secretaria Municipal de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação e da Secretaria Municipal de Saúde.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Unicesumar
Imagem: Shutterstock.