Prefeitura está buscando soluções para o setor de eventos

Encontro reuniu representantes do Convention Bureau, Sociedade Rural, SindHotel, Abrasel, buffets infantis e assessores de eventos
Secretário Marcos Cordiolli, da Siacom: ”Os empreendimentos de entretenimentos precisam ser ambientes seguros”
O secretário de Saúde, Marcelo Puzzi, se colocou à disposição do setor de eventos para contribuir na formatação de “protocolos responsáveis” para as empresas
A presidente do Convention Bureau e da Sociedade Rural, Maria Iraclézia de Araújo, solicitou atenção especial para o setor de eventos

A Prefeitura, por meio das secretarias de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom) e de Saúde, recebeu entidades e profissionais ligados ao setor de eventos de Maringá. Estiveram presentes representantes do Convention Bureau, Sociedade Rural, SindHotel, Abrasel, buffets infantis e assessores de eventos.

O secretário Marcos Cordiolli, da Siacom, apresentou a concepção da Prefeitura de Maringá em relação às regulações do setor de entretimentos de Maringá. “Após o isolamento prolongado, a população precisa de lazer moderado, frequentar bares, restaurantes, cinemas, parques e áreas de lazer. No entanto, elas devem ter consciência das medidas de autoproteção à Covid-19. E os empreendimentos de entretenimentos precisam ser ambientes seguros”.

Seguindo esta nova filosofia de atuação, a prefeitura vem liberando gradativamente as atividades de entretenimento. “Apelamos para a conscientização das pessoas que frequentam estas atividades e confiamos no profissionalismo dos empreendedores e seus colaboradores para que todas as regras de segurança sejam seguidas”.

Marcelo Puzzi, secretário de Saúde, alertou que a preocupação com a pandemia ainda existe, mas que muitas pessoas têm a falsa impressão de que estão seguras e, com isso, não tomam as medidas necessárias. O secretário se colocou à disposição do setor de eventos, bares, hotéis e restaurantes para contribuir na formatação de “protocolos responsáveis” para as empresas.

“Sabemos que existem diferenças entre os vários segmentos destes setores. O ideal é criar normativas para cada tipo de segmento. Essa organização facilitará o trabalho das empresas e dos profissionais que querem seguir as regras de segurança”, frisou.

Organizadora de eventos, Jaqueline Luchetti, disse que sua empresa segue todas as regras de segurança. Ela lembrou que conversa com todos os convidados antes dos eventos para conscientizá-los sobre os cuidados e defendeu um planejamento específico para abertura das empresas.

A presidente do Convention Bureau e da Sociedade Rural, Maria Iraclézia de Araújo, lamentou que perdeu várias pessoas próximas, vítimas da pandemia. Disse o setor demitiu muitos funcionários e que o mesmo não suporta mais ficar sem trabalhar. Ela lembrou a Expoingá, que não teve edição em 2020, e solicitou atenção especial para o setor de eventos.

Ao final do encontro, a Prefeitura se comprometeu, por meio da Siacom e da Secretaria Saúde, estudar a revisão dos protocolos de abertura das empresas ligadas aos setores de eventos, hotéis, bares e restaurantes.

Fonte: Secretaria de Comunicação – Fotos: Mileny Melo/PMM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *