Prêmio Sinduscon 2019 reconhece excelência das construtoras

- Onze construtoras foram finalistas. Elas foram avaliadas em seis critérios: qualidade, meio ambiente, segurança do trabalho, sustentabilidade, responsabilidade social e compliance.
DEZ ANOS DE PRÊMIO - Para o presidente do Sinduscon/PR-Noroeste, Marcos Mauro Pena de Araújo Moreira Filho, “foi uma década de muito trabalho não apenas de nossas entidades, Sinduscon e Seconci, mas dos avaliadores, dos nossos colaboradores e, principalmente, das construtoras.
O presidente do Senconci/PR-Noroeste, Makihiro Matsubara, destacou que “para os trabalhadores o esforço das construtoras na melhoria das obras e das suas práticas traz como resultados mais segurança nos canteiros de obras, investimentos em bons ambientes de trabalho e em qualidade de vida”.
O presidente da Confederação Brasileira da Indústria da Construção – CBIC, José Carlos Martins, destacou que “cada vez que venho a Maringá vejo que o Prêmio cresce mais. Vejo as empresas mais interessadas, mais comprometidas com a qualidade, com a eficiência, com a coisa bem feita”.
O presidente eleito da entidade, Rogério Yabiku, que assumirá o cargo em janeiro, destacou que “a construção civil é um dos setores menos digitalizados do mundo. Precisamos desenvolver novos materiais e ajudar o setor a ter processos mais automatizados”.
Diretores do Sinduscon/PR – Noroeste, presentes na solenidade de abertura da 10ª Edição do Prêmio Sinduscon 2019.
Autoridades e diretores de Sinduscons de dezenove estados brasileiros marcaram presenças no Conecti CBIC 2019 e na solenidade de entrega da 10ª Edição do Prêmio Sinduscon 2019.
Na solenidade da 10ª Edição do Prêmio Sinduscon 2019 foi apresentada a nova diretoria-executiva do Sinduscon/PR-Noroeste, eleita para o triênio 2020/2022 e que será empossada em 1º de janeiro próximo. Da esquerda para a direita – Secretário: João Batista Pereira da Silva; Vice-presidente: Leonardo Fabian; Presidente: Rogério Yabiku; e Diretor-Financeiro: Luís Renato de Oliveira Muçouçah.
Engenheiro Luiz Henrique Pereira Horta (ao centro), diretor da Metro Engenharia com o Troféu de primeiro lugar no Prêmio Sinduscon 2019 – Categoria “Obras Públicas”. A Metro Engenharia é Pentacampeã, tendo conquistado o primeiro lugar em 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.
Engenheiros Darlinton Andreotti da Cruz (c) e Géssica Bortoloto Krajevski (d) e Raíssa Lopes Cury (e), da Construtora PlanoSul, com o Troféu de segundo lugar no Prêmio Sinduscon 2019 – Categoria “Obras Públicas”.
Engenheiros Claudio Haruo Mukai e Mariana Barbosa e Edmilson Segala, da Sisa Construções, com o Troféu de Primeiro lugar no Prêmio Sinduscon 2019, na Categoria “Obras de Terceiros”. A Sisa é Tricampeã, tendo conquistado o prêmio em 2017, 2018 e 2019. Na foto à esquerda: Makihiro Matsubara, presidente do Seconci. À direita o empresário Paulo Meneguetti, diretor da FIEP e Marcos Mauro presidente do Sinduscon.
Engenheiro Gabriel Solari, da Rosa dos Ventos, com o Troféu de segundo lugar no Prêmio Sinduscon, na Categoria “Obras de Terceiros”.
Gestor de obras da MRV, engenheiro Leandro César Cunha, ao lado da esposa Edilaine Valéria Destéfani e da engenheira Patrícia Tragueta, com o Troféu de primeiro lugar no Prêmio Sinduscon 2019, na Categoria “Obras de Incorporação”. À esquerda, Makihiro Matsubara, presidente do Seconci e Denise Soares-José Carlos Martins, presidente da CBIC. À esquerda, Marcos Mauro, presidente do Sinduscon.
Engenheiros Marcelo, José Armando e Rodrigo Quirino dos Santos, diretores da Catamarã Engenharia, com o Troféu de segundo lugar no Prêmio Sinduscon 2019 – Categoria “Obras de Incorporação”.
Receberam o Selo de Boas Práticas na Construção Civil, com validade para o ano de 2020, representantes das construtoras: Rosa dos Ventos, Catamarã Engenharia, MRV Engenharia, Concretiza, Wegg-CCII, PlanoSul, Metro Engenharia, Construtora Planosul e Sisa Construções.
Vice-Reitor da UEM, Ricardo Dias Silva; professor Sandro Lautenschlager; alunos Bruno Nascimento, Andressa Sorian e Evandro Rodrigues, acadêmicos do mestrado de Engenharia Civil, da UEM, conquistaram o primeiro lugar no Prêmio Sinduscon 2019 – Academias.
O acadêmico Otávio Augusto Ruckstater, do curso de Engenharia Civil, da Uningá, com orientação do professor Ricardo Cardoso Oliveira, conquistou o segundo lugar no Prêmio Sinduscon 2019 – Academias.

Foram quase 900 horas de auditoria, avaliações, elaboração de questionários e reuniões de feedback, com visitas à sede e duas vezes em obra. Tudo isso para chegar aos ganhadores do Prêmio Sinduscon 2019. A cerimônia de entrega da premiação foi na sexta-feira (22/11), no Fashion Hall, durante o Congresso Nacional de Engenharia, Construção, Tecnologia e Inovação (Conecti/CBIC) e reuniu mais de 900 pessoas. Foi a décima edição da premiação.

O Prêmio Sinduscon 2019 conta com três categorias: obras de incorporação, obras de terceiros e obras públicas, com premiação ao primeiro e ao segundo colocados. E também entrega do Selo Boas Práticas na Construção Civil às construtoras que atingiram alta nota nas avaliações, o que atesta o comprometimento em entregar um produto de qualidade e em investir em práticas sustentáveis no canteiro de obra. E por fim há o Prêmio Academias, que teve 14 trabalhos inscritos em sua quinta edição e busca estimular a reflexão, criatividade e aplicabilidade dos conhecimentos na produção de resultados para as empresas da construção civil.

Onze construtoras foram finalistas. Elas foram avaliadas em seis critérios: qualidade, meio ambiente, segurança do trabalho, sustentabilidade, responsabilidade social e compliance. Na categoria Obras Públicas, o primeiro lugar ficou com a Metro Engenharia e a segunda colocada foi a Construtora Planosul. Na categoria Obras de Terceiros a campeã foi a Sisa Construções Civis e a vice-campeã foi a Construtora Rosa dos Ventos. Já na categoria de Incorporações a vencedora foi a MRV Engenharia e a segunda colocação ficou com a Catamarã Engenharia.

Receberam o selo Boas Práticas, para uso nos próximos 12 meses, as seguintes construtoras: Catamarã, Concretiza, Metro Engenharia, MRV Engenharia, Planosul, Rosa dos Ventos, Sisa Construções e a WEGG-CCII.

Já no Prêmio Academias o primeiro lugar, que ganhou R$ 2 mil, ficou com os acadêmicos Bruno Cézar do Nascimento, Evandro Junior Rodrigues e Andressa Eduarda Sorian, do mestrado de Engenharia Civil, da UEM. O tema do trabalho foi ‘Internet das coisas na automação e controle da construção civil: desenvolvimento de um smart sensor para redução dos riscos durante a construção e a operação das edificações’. A orientação do trabalho foi do professor Sandro Lautenschlager. O segundo colocado recebeu R$ 1 mil e foi o acadêmico Otávio Augusto Ruckstater, do curso de Engenharia Civil, da Uningá. Com orientação do professor Ricardo Cardoso Oliveira, o trabalho teve como tema ‘Análise da utilização de isolamento térmico em alvenaria’.

DEZ ANOS DE PRÊMIO

 Para o presidente do Sinduscon/PR-Noroeste, Marcos Mauro Pena de Araujo Moreira Filho, “foi uma década de muito trabalho não apenas de nossas entidades, Sinduscon e Seconci, mas dos avaliadores, dos nossos colaboradores e, principalmente, das construtoras. Ao longo desta década quase 70 construtoras participaram da premiação. Foram mais de 15 mil horas de avaliações e consultorias. São números expressivos que comprovam o comprometimento da construção civil com a qualidade de suas obras e reforçam o comprometimento do Sinduscon com o desenvolvimento econômico e social do setor e da região. O prêmio cria oportunidades e amplia horizontes, valorizando empresas em busca da melhoria contínua, impulsionando, assim, o crescimento da cadeia construtiva”.

Já o presidente eleito da entidade, Rogério Yabiku, que assumirá o cargo em janeiro, destacou que “a construção civil é um dos setores menos digitalizados do mundo. Precisamos desenvolver novos materiais e ajudar o setor a ter processos mais automatizados”. Depois ele apresentou a nova diretoria, formada por Leonardo Fabian, João Batista Pereira da Silva e Luís Renato de Oliveira Muçouçah, e se colocou à disposição dos associados e dos empresários para contribuir com o desenvolvimento do setor.

E o presidente do Senconci/PR-Noroeste, Makihiro Matsubara, destacou que “para os trabalhadores o esforço das construtoras na melhoria das obras e das suas práticas traz como resultados mais segurança nos canteiros de obras, investimentos em bons ambientes de trabalho e em qualidade de vida”.

O presidente da Confederação Brasileira da Indústria da Construção – CBIC, José Carlos Martins, que pela terceira vez participa do Prêmio Sinduscon, destacou que “cada vez que venho a Maringá vejo que o Prêmio cresce mais. Vejo as empresas mais interessadas, mais comprometidas com a qualidade, com a eficiência, com a coisa bem feita”.

Após o prêmio, as construtoras inscritas receberão um relatório apontando melhorias. As avaliações foram feitas conforme as exigências do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat, no Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, nas Normas Regulamentadoras do Trabalho números 18 e 35, na Norma ISO 26000 (de responsabilidade social), ações sustentáveis e na prática de compliance.

Prestigiaram a cerimônia diretores da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), ex-presidentes do Sinduscon, prefeito Ulisses Maia, deputado estadual Evandro Araújo, presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Hossokawa, vereadores, secretários municipais, autoridades de segurança, presidente do Crea/PR, Ricardo Rocha de Oliveira, entre outros. O prêmio é uma iniciativa do Sinduscon/PR-Noroeste e Seconci/PR-Noroeste, Senai, Sebrae e apoio do Crea/PR e da CBIC.

Tanto o Prêmio Sinduscon quanto o Conecti tiveram o patrocínio de Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sesi Paraná, Sebrae Paraná, Seconci-PR/Noroeste, Crea/PR, Prefeitura de Maringá, Coopercard,  Sancor Seguros do Brasil, Perfileve, Cerâmica Portinari, Ambiente Midea Carrier, Arquitetura ao Cubo, MRV, CBIC Serviços, Ciacollor, BMW – Grupo Barigui, Gerdau, Sacre Investimentos, Feitep – Faculdade de Engenharia, Weg Equipamentos Elétricos, Fungeo, Softplan Planejamento e Sistemas, Atlas Elevadores, Unicesumar, Caixa Econômica Federal, Sicredi, Shopping Maringa Park, Servopa, Dinâmica Eco-Solution, Imobiliária Silvio Iwata, Sanepar e Confea.

Fonte: Jornalista Lethícia Conegero/Textualcom
Fotos: Ivan Amorin/Pólen Imagens e
Paulo Souza/Revista AaZ Magazine.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *