SindTI se reúne com senador Flávio Arns

Presidente do SindTI Noroestre, Ednaldo Silva, entrega ao senador Flávio Arns relatório das atividades da entidade e reivindica Carta Sindical

O presidente do SindTI Noroeste, Ednaldo Silva, entregou na sexta-feira, (10), em Maringá, ao senador Flávio Arns (Rede), um relatório das atividades da entidade e reforçou a reivindicação do setor de conquistar a Carta Sindical. O evento reuniu também lideranças da Software By Maringá, Associação Comercial e Industrial de Maringá – Acim e demais entidades.

O senador paranaense é membro da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado. Ele se comprometeu em encaminhar a reivindicação diretamente ao governo federal.

O SindTI (Sindicato das Empresas de Tecnologia da Informação do Noroeste Paraná) é uma das entidades que reúnem mais de 400 empresas de TI em Maringá e região.

Juntas, estas empresas faturam mais de R$ 1 bilhão por ano. Ao contrário de outros segmentos da economia, o setor de Tecnologia da Informação vem crescendo de 20% a 30% por ano. A base do SindTI abrange 61 municípios da região.

Junto com as altas taxas de crescimento o setor enfrenta falta de mão de obra qualificada. “Temos atualmente 600 vagas abertas para diversos cargos e funções na área de tecnologia. É um problema para as empresas, que não conseguem contratar mão de obra, mas é também um sinal do franco crescimento do setor e do enorme potencial que temos pela frente”, diz o presidente do SindTI Noroeste.

Silva também comentou com o senador o trabalho que está sendo feito para viabilizar o Parque de Tecnologia, que já tem inclusive um terreno destinado pela Prefeitura de Maringá.

O dirigente ainda lembrou que Maringá quer se transformar num “Vale do Silício”, tal é a grande expansão que o setor vem experimentando na cidade. “Queremos reforçar ainda mais a parceria já existente entre as empresas de TI e o Poder Público, com os políticos de nossa região e com as instituições de ensino para criar ações que fomentem este mercado”, finalizou.

Texto: Jornalista Newton Chagas
Outlook – Comunicação & Estratégia
Foto: Divulgação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *