UEM forma 264 novos profissionais do Centro de Tecnologia

Em cerimônia de colação de grau, estudantes de nove cursos ligados ao CTC concluíram os estudos na graduação

Mesa principal composta pela pró-reitora de Ensino, Alexandra Abdala Cousin; a paraninfa dos formandos, professora Tânia Nunes Galvão Verri, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU); o reitor Júlio Damasceno; e o Chefe de Gabinete da Reitoria, Alessandro Santos da Rocha
Reitor Júlio Damasceno parabenizou os formandos
Paraninfa dos formandos, professora Tânia Nunes Galvão Verri, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU), da UEM
A cerimônia ainda contou com apresentações da Orquestra de Câmara e do Coro de Música da UEM

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) promoveu de forma remota a sessão solene de colação de grau a 264 formandos dos cursos ligados ao Centro de Tecnologia (CTC). A cerimônia, que aconteceu na noite desta quinta-feira (15/7), foi transmitida via YouTube e presidida pelo reitor Júlio Damasceno.

Além do reitor, compuseram a mesa de autoridades o chefe de Gabinete da Reitoria, Alessandro Santos da Rocha, a pró-reitora de Ensino, Alexandra Abdala Cousin, e a paraninfa dos formandos, professora Tânia Nunes Galvão Verri, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU).

Damasceno parabenizou os formandos e lembrou que, mesmo durante a pandemia, a universidade não parou com as atividades graças às tecnologias desenvolvidas por profissionais que ocuparam o mesmo lugar dos neograduados. “Se analisarmos o nosso cotidiano, rapidamente entendemos a importância estratégica de cada um de vocês, formandos do Centro de Tecnologia da UEM. Se olharmos para trás podemos enxergar um grande avanço na forma de nos relacionarmos, na mobilidade, a questão energética e ambiental. E se olharmos para o presente, e sobretudo para o futuro, encontramos grandes potencialidades e desafios que vocês, certamente, irão participar e contribuir”, destacou Damasceno.

O reitor também citou mais um ranking, o Latin America University Rankings 2021, divulgado nesta semana, em que a UEM salta da 81ª para a 48ª melhor universidade da América Latina entre as 177 pesquisadas.

Aos construtores da sociedade para os próximos tempos, a paraninfa Tânia Verri os convidou a iniciarem a jornada descontruindo suas estruturas. “Comecem por desmontar a injusta distribuição de renda do país, descontrua a injustiça social, a segregação e a exclusão nas cidades, as assimetrias socioespaciais, impeçam a degradação do habitat, com desperdício de recursos que colocam em risco a humanidade com ações predatórias das terras agricultáveis, dos mananciais de água, e das áreas de proteção ambiental”, disse.

Verri finalizou sua mensagem incentivando que os neograduados participem ativamente da construção de um mundo justo, solidário amoroso e democrático. “Nós desenhamos, pois acreditamos que o mundo pode ser melhor do que é: sem fronteiras e em harmonia com a natureza e em paz com os povos”, concluiu.

Eduardo Tadeu Camarini, acadêmico do curso de Engenharia Civil, prestou o juramento em nome de todos os seus colegas. E a oradora geral foi Fernanda Tiemi Tanaka, aluna do curso Engenharia de Produção.

Colaram grau formandos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Informática. Eles passaram a compor o rol de 76.468 graduados pela UEM.

Fonte: Camila Cantoia Dorna/ASC/UEM – Fotos: Divulgação/UEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *