Accion investe R$ 3,5 milhões na nova sede no Parque Tecnológico de Maringá

Parque Tecnológico de Maringá recebe a Accion, primeira empresa de tecnologia e inovação
Diretor da Accion Tecnologia e Inovação, Edney Marcos Mossambani: investimentos de R$ 3,5 milhões na primeira fase e geração de 150 novos postos de trabalho
A Accion é a primeira empresa a construir sua sede no Parque de TI
Parque de TI atrai investimentos para a região
Em breve outras empresas começarão a construir
Obras da nova sede da Action estão na fundação
Começaram as obras da Accion Tecnologia e Inovação, primeira empresa que está se instalando no Parque Tecnológico de Maringá (TI). Ao viabilizar a área para as empresas que investem em inovação, a Prefeitura leva adiante o projeto do prefeito Ulisses Maia, de transformar Maringá em uma cidade Classe Mundial, uma Smart City, que crie empregos de qualidade e gere projetos inovadores.

O primeiro empreendimento do Parque de TI está com trabalho avançado em breve será uma estrutura com quatro pavimentos. A fundação é feita agora e em setembro chegarão os pré-moldados. A Prefeitura acompanha as obras e tem dado apoio aos oito empresários que estão com procedimentos encaminhados e em breve começarão a construir no local.

O investimento da Accion é de R$ 3,5 milhões na primeira fase da nova sede, que terá 1,6 mil m² num terreno de 2,8 mil m² na avenida Nildo Ribeiro da Rocha. A empresa deve gerar 150 empregos diretos, triplicando os atuais 50 postos de trabalho. “Nosso cronograma é de 12 meses. Mas trabalhamos para agilizar as obras e finalizar o prédio antes, em maio do próximo ano”, comenta o proprietário Edney Marcos Mossambani.

A empresa também já treina novos funcionários. Ela participa de um programa de treinamento da associação Software by Maringá que tem cinco turmas com 55 alunos, cada. A expectativa da entidade, que reúne empresas de inovação, é que essa mão de obra especializada seja aproveitada no Parque de TI.

COMO É – O Parque de TI tem área de quase 170 mil m². O projeto acontece em duas etapas. Na primeira, foram comercializados 12 terrenos, somando 28 mil m². A associação Software by Maringá (SbM) também construirá uma sede com espaços colaborativos para pequenas empresas. A estimativa inicial é gerar mais de 400 empregos na primeira fase.

A segunda etapa começará esse ano com mais terrenos licitados numa área de 140 mil m² nos fundos do Parque. O projeto do Parque de TI foi concebido com visual sofisticado, arrojado, funcional e com sustentabilidade, prevendo espaços de convivência entre praças arborizadas.

Além dos benefícios do Programa de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Prodem), também há apoio da Secretaria de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação (Siacom).

CONHEÇA EMPRESAS DO PARQUE DE TI – 1ª FASE:

•  lotes 1 e 2 – Sabium – produz sistemas para varejo
• 3 – Produtec – software para segmento de vestuário
• 4 – GetCard – software sobre transações financeiras
• 5 e 6 – Accion – software industrial
• 7 – Software by Maringá – sede e outras instalações
• 8 – TecnoSpeed – produtos para softwares
• 9 – Atak Sistemas – software para frigoríficos
• 10 – Ingá Digital – software para área pública
• 11 – Consignet – software para área pública e consignados
• 12 – DB1 Group – software para cooperativas, projetos sob encomenda

Fonte: Andye Iore/Siacom – Fotos: Mileny Melo/PMM.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *