Candidato à presidência da Fiep, Gizzi defende mais transparência

 

O candidato a presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) pela chapa “Sindicato Forte, Fiep Maior”, José Eugenio Gizzi, defende maior transparência na gestão da entidade.

As propostas foram apresentadas aos empresários e associados do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Noroeste do Paraná (Sinduscon-PR/Noroeste).

Gizzi quer aumentar os repasses da federação para os sindicatos. “Hoje a verba de gabinete é três vezes maior do que a verba voltada para os sindicatos”, reclamou. Ele também quer trabalhar para aumentar a representatividade da Fiep junto ao governo do estado, deputados e entidades. “A Fiep perdeu sua representatividade ao longo dos últimos anos”.

Outra proposta é de não empregar parentes, já que uma das críticas do candidato é que o atual presidente emprega um cunhado. “Assim como não queremos nepotismo na política, não podemos aceitar na federação”, comparou.

Gizzi destacou que não é filiado a partido político nem tem aspirações políticas. “Vamos servir à Fiep e não me servir dela nem usar a entidade para plataforma eleitoral”. Ainda sobre sua candidatura, ele destacou que “é uma oportunidade de mudança de cultura. É uma disputa entre o continuísmo e a mudança. Minha proposta é de oposição, não de ruptura. Há uma cultura em que os assuntos são resolvidos intramuros. É preciso mais transparência”.

Ele defendeu mais transparência principalmente em relação a gastos e contratações, tanto que recentemente uma licitação para contratação de serviço de manutenção pelos próximos cinco anos, estimada em mais de R$ 40 milhões, foi barrada no Tribunal de Contas.

Outras propostas são a criação de coordenadorias regionais da Federação e o trabalho em parceria com o governo do estado para garantir a infraestrutura para o aumento da produção industrial.

O candidato presidiu o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Sinduscon-PR), onde promoveu uma reestruturação com redução de quase 70% para menos de 20% da dependência do sindicato de suas receitas provenientes dos impostos sindical e negocial. A eleição para a Fiep será nesta quarta-feira, 14 de agosto, para a gestão 2019-2023. Terão direito a voto 96 sindicatos de indústrias paranaenses.

QUEM É GIZZI?

Nasceu em Jacarezinho-PR, no dia 20 de setembro de 1954. Filho de Humbertina e José Bueno Gizzi, casado com Janete Karman Gizzi é pai de Maria Luiza e do João Lucas.

Estudou nos colégios Cristo Rei e Estadual Rui Barbosa, ambos de Jacarezinho e, concluiu o curso ginasial e científico no Colégio Estadual do Paraná. Engenheiro Civil, formado pela Universidade Federal do Paraná em 1977. Começou sua carreira como projetista de estruturas de concreto em 1976, na empresa Tramo Estruturas.

Posteriormente trabalhou na supervisão de Obras de arte especiais para o DNER e o DER/PR, pelas empresas Esteio Engenharia e Ampla. Foi engenheiro do quadro do DER/PR, onde exerceu funções na área de fiscalização de obras, chefia de gabinete do Diretor Geral, Diretor Administrativo-Financeiro e Diretor de Operações.
Foi sócio fundador da Construtora Tengel. É proprietário da empresa Itaúba Incorporações e Construções Ltda., especializada na construção de pontes e viadutos.

É atual delegado efetivo do Sinduscon-PR, junto ao Conselho da Fiep. Presidiu o Sinduscon-PR, Gestão 2014-2016, onde anteriormente exerceu as vice-presidências, nas áreas: Financeira, Responsabilidade Social, Obras Públicas e Vice-Presidente da Gestão2011-2013.
Também exerce as funções de Vice-Presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), Fiep (Federação da Indústria do Estado do Paraná) e do movimento Pró-Paraná, bem como é Conselheiro do Confira (Conselho de Infraestrutura) e CAL (Conselho do Legislativo), todos da CNI – Confederação Nacional da Indústria.

O empresário José Eugênio Souza de Bueno Gizzi, concorre à presidência da Fiep pela chapa “Sindicato Forte, Fiep Maior”, tendo como demais vice-presidentes: Álvaro Luiz Schweffer, Daniel Leiner, Darcy Miara Junior, Domingos Martins, Eliseu Avelino Zanella, Hélio Bampi, Jair José de Souza, José Alberto Pereira Ribeiro, Marcos Mauro Pena de Araújo Moreira Filho, Odacir Antonelli, Rodolpho Schuster Gutierrez, Rodrigo Rafael de Medeiros Martins, Rodrigo Zacarias, Sérgio Biazze e Waldomiro Wanderley Luersen.

DIRETORES SECRETÁRIOS: 1º – Fábio Castello Branco Gradowski; 2º – Vilson Felipe Borgmann; e 3º- Luciana Bechara Zukovski Wichert. DIRETORES FINANCEIROS: 1º – Marcelo Surek; 2º – Roberto Flávio Pecoits; e 3º Fulgêncio Torres Viruel. DIRETORES SUPLENTES: Daniel de Azevedo Kummel, Rommel Barion, André Balkowiski Schutze, Leonardo Puppi Bernardi, Ricardo Prestes Mion, João Paulo Drewinski, Dirceu Antonio Galléas, Irineu Antonio Borrasca, Miguel Angelo Mores, Antonio Claudio Vieira, Ignácio Maria Carrau Supparo, Laoni Pedro Rampi, Em´peias Melchert, Valdinei Francisco Bobato, Avonir Funes, Joana do Nascimento Pennacchi, John Ralph Reis, Carlos Augusto Emery Cade, João Valdecir Festa, Carlos Eduardo Fuchs, Eloísa Helena Orlandi Giunti Oliveira e Rangel Hornung. CONSELHO FISCAL – Efetivos: José Marcos da Rocha, Luís Renato de Oliveira Muçouçah, Tiago Colaço Guetter. SUPLENTES: Egon Antonio Torres Berg, Daniel Wisniak e Rogério Yabiku. DELEGADOS JUNTO AO CONSELHO DA CNI: José Eugênio Souza de Bueno Gizzi e Álvaro Luiz Scheffer – Suplentes: José Alberto Pereira Ribeiro e Sérgio Luiz Crema.

A cidade de Maringá está representada na Chapa “Sindicato Forte, Fiep Maior”, com os empresários Marcos Mauro Pena Filho, na vice-presidência e Luís Renato de Oliveira Muçouçah e Rogério Yabiku, no Conselho Fiscal.

Fonte: Assessoria de imprensa Sinduscon-PR/Noroeste e:www.fiepr.org.br – Foto: Divulgação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *