Guarda Municipal faz treinamento de motopatrulhamento

 

A Guarda Municipal de Maringá faz treinamento de motopatrulhamento. Equipe com sete pessoas e cinco motocicletas tem aulas teóricas e atividades práticas em diferentes pontos da cidade simulando situações de trânsito e operações de segurança. “As motos dão uma vantagem sobre a mobilidade”, explica o chefe de instrução da GM, Jeferson Barboza. “Como Maringá tem muitas praças, centros de convivência, parques e agora Meu Campinho, chegamos nos locais mais rapidamente que carros”. Ele completa que curso também atualiza a saúde mental da equipe.

O treinamento tem 30 horas, sendo 10 horas de aulas teóricas e 20 horas de atividades práticas. Entre disciplinas estão legislação de trânsito, primeiros socorros, operação especial, técnica operacional, técnicas de pilotagem de alto risco, escolta, abordagem policial, entre outros.

As aulas foram no Parque Industrial e no Jardim Tabaetê. Parte prática é feita em diferentes pontos da cidade, simulando situações que a GM vive todos os dias. Como perseguição, fazer curvas em velocidade, passar por obstáculos, frenagem, entre outros.

Também há atividades com manobres em cones. Cada cone simula uma pessoa. Caso o guarda municipal encoste ou derrube o cone, ele desce da moto e paga flexões porque teria ferido ou até matado o pedestre num atropelamento se fosse situação real na rua.

As motocicletas usadas são do modelo Honda XRE 300, preparadas para ações extremas. Esse é segundo treinamento da equipe de motopatrulhamento. O primeiro foi em novembro do ano passado. Há previsão de fazer novo treinamento quando sair o porte de arma para a Guarda Municipal. Ainda não há data agendada.

Fonte: Diretoria de Comunicação – Foto: Thiago Louzada/PMM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *