Prefeitura desmente falta de oxigênio nas unidades municipais de saúde

Através de Nota de Esclarecimento divulgada na tarde deste sábado (29), a Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Saúde, informa que “não falta oxigênio ou equipamentos de monitoramento para os pacientes internados em unidades municipais de saúde”.

“Esclarece, ainda, que prints que circulam nas redes sociais, de uma paciente que estaria sem atendimento na UPA Zona Sul, não correspondem à realidade”.

“A referida paciente deu entrada na UPA Zona Sul no dia 27/5/2021 e tem recebido acompanhamento desde então, inclusive com a realização de exames para verificar capacidade pulmonar e se há confirmação de Covid-19. A paciente está sendo assistida com oxigênio e será remanejada para um leito”, finaliza.

A foto ilustra o tanque oxigênio com capacidade de 30 mil m³, recém instalado no complexo hospitalar da Zona Sul (Hospital Municipal e UPA Zona Sul).

EMPRÉSTIMO DO SAMU

Segundo informações da Secretaria de Saúde, na madrugada de sábado (29), devido a alta procura e considerando que quase todos os bicos de oxigênio da Sala de Espera da instituição estavam sendo utilizados, o HMM emprestou cilindros do SAMU para atender possíveis demandas no local.

A foto ilustra o tanque oxigênio com capacidade de 30 mil m³, recém instalado no complexo hospitalar da Zona Sul (Hospital Municipal e UPA Zona Sul).

Fonte: Siacom – Foto: Divulgação/Arquivo

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *