Construção civil cria 773 novos empregos formais no primeiro semestre em Maringá

Construção civil cria 773 novos empregos formais no primeiro semestre em Maringá Construção civil cria 773 novos empregos formais no primeiro semestre em Maringá
Setor emprega mais de 11,4 mil profissionais na cidade
Construção civil cria 773 novos empregos formais no primeiro semestre em Maringá Construção civil cria 773 novos empregos formais no primeiro semestre em Maringá
Na opinião do presidente do Sinduscon/PR-Noroeste, Rogério Yabiku, os números refletem o bom momento do setor
A construção civil, um dos setores que tem contribuído com a retomada econômica em Maringá, gerou 773 novos postos de trabalho com carteira assinada, no primeiro semestre deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que aponta ainda que o setor emprega mais de 11,4 mil profissionais na cidade.

Na área de atuação do Sinduscon/PR-Noroeste, que inclui 126 cidades, a situação se repete, com os maiores municípios com saldo positivo de empregos. Em Campo Mourão, no primeiro semestre, foram criados 72 empregos. Em Cianorte o saldo entre contratações e demissões foi de 103 empregos. Em Paranavaí foram 113 novas vagas e em Umuarama, 29.

Na região de Maringá, a exceção de Mandaguaçu, em que houve mais demissões do que contratações, em Sarandi, Marialva, Paiçandu e Mandaguari foram criados postos de trabalho com carteira assinada. Somando com Maringá, estes municípios criaram 1.064 empregos no primeiro semestre.

Na opinião do presidente do Sinduscon/PR-Noroeste, Rogério Yabiku, os números refletem o bom momento do setor. “Imóvel é um investimento seguro e com as baixas taxas de financiamento imobiliário, o setor tem tido bom desempenho. As construtoras estão com lançamentos e programando novas obras”, destaca.

Fonte: Giovana Campanha/Matéria Comunicação – Fotos: Divulgação.